NovasdoDia » Yamaha » Yamaha YZF-R3 ABS 2016

Yamaha YZF-R3 ABS 2016

r3-2Yamaha YZF-R3 se propõe a ser uma esportiva para o dia-a-dia. Como havíamos experimentado a pequena esportiva equipada com motor de dois cilindros paralelos, de 321 cm³ de capacidade e 42 cavalos de potência somente na pista, rodamos agora nas ruas e estradas para ver como ela se comporta.


Com preço inicial de R$ 19.990 (STD) e R$ 22.590 para a versão com freios ABS, a R3 tem sido bem sucedida nas vendas, se levarmos em consideração o cenário de quedas que afeta o segmento de motos. O modelo chegou ao mercado em meados de setembro e, desde então, foram emplacadas cerca de 300 R3 por mês. Número próximo à meta da Yamaha de comercializar 400 unidades da pequena esportiva. Mas será que ela é uma boa companheira para o dia-a-dia? Confira.

Na cidade:

Ágil e fácil de pilotar a R3 não decepciona no trânsito. Ainda que seu torque máximo de 3,02 kgf.m só esteja disponível nos 9.000 rpm, o motor desta Yamaha desperta rapidamente a partir dos 5.000 rpm, com entrega de torque e potência de forma bastante progressiva. Nos corredores apertados dos grandes centros, a moto roda em quarta/quinta marchas, aproveitando bem os médios regimes. Com a quinta marcha engatada, por exemplo, e a 4.000 giros, a miniesportiva nipônica mantém com facilidade a velocidade de 55 km/h.

Nessa situação o que impressiona é a eficiência do câmbio de seis marchas, com bom escalonamento e engates precisos. O bom desempenho em baixos e médios regimes e o vigor em alta rotação são provenientes dos pistões forjados que são mais leves e permitem que o motor ganhe giros com maior facilidade, uma herança das superesportivas maiores da marca.

Seu chassi é construído em tubos de aço com o motor fazendo parte da estrutura (tipo Diamante). O peso de 179 kg (versão ABS) em ordem de marcha confirma sua filosofia de ser uma esportiva leve para o dia-a-dia.

Os pontos negativos ficam por conta do posicionamento dos espelhos retrovisores desta Yamaha, que ficam na mesma altura dos retrovisores dos carros. E isso, às vezes, atrapalha na questão da mobilidade urbana. No quesito consumo urbano, nossa média foi de 22 km/l – boa para a categoria, mas ainda longe de modelos mais econômicos.

Outro detalhe é que a R3 não faz muitas concessões à garupa, como outras esportivas. Não há alça para o passageiro e também não existem pontos de fixação de bagagem. Um ponto negativo se o motociclista precisa de uma moto prática: será preciso usar mochila todos os dias ou instalar um bauleto que, convenhamos, arruinaria a estética dessa pequena esportiva.

Na estrada:

r3-3Depois de enfrentar a semana em meio ao caótico trânsito de São Paulo, era hora de rodar na estrada. A opção foi o Complexo AutoBan – rodovias Anhanguera – Bandeirantes –, que liga a capital paulista ao interior do Estado. Com asfalto bom, pista livre e sempre em sexta marcha, o motor ia crescendo de forma gradativa: 80 km/h (5.000 rpm), 95 km/h (6.000 rpm), 110 km/h (7.000 rpm), 125 km/h (8.000 rpm). Até 9.000 rpm há ainda bastante torque para uma aceleração extra e, consequentemente, uma ultrapassagem na estrada com segurança.

Mas para ter a potência total (42 cv) é preciso fazer o motor chegar a quase 11.000 rpm. Em aceleração máxima, a miniesportiva da Yamaha chega a 170 km/h. Porém sem sustos, sem trancos, tudo com muita suavidade e esbanjado sua filosofia e concepção dos modelos maiores: as superesportivas R6 e R1.

Em quase 300 Km rodados na estrada, o consumo médio foi de 28 km/l. Com o consumo instantâneo variando entre 21 km/l e 39 km/l, segundos dados em tempo real mostrados pelo computador de bordo no completo painel. O tanque tem capacidade para 14 litros e sua autonomia pode superar os 400 km, mas claro que dependerá muito do estilo de pilotagem.

Ergonomia e ciclística:

Por outro lado, a miniesportiva R3 é confortável. O assento é largo e oferece espuma de boa densidade. As pernas do piloto vão bem encaixadas entre o tanque e carenagem, além disso, os semiguidões e a mesa em alumínio, mais alta, também contribuem para uma pilotagem prazerosa. O que confirma sua aptidão de ser uma esportiva para todos os dias e uma boa companheira de estrada. Entretanto, as pedaleiras estão recuadas no melhor estilo racing.

Na dianteira, garfo telescópico de 41 mm de diâmetro com 130 mm de curso e freios disco flutuante de 298 mm de diâmetro, com pinça de dois pistões. Já na traseira, a balança alongada, com monoamortecedor de 125 mm de curso, conta com ajuste na pré-carga da mola. Usa disco simples de 220 mm de diâmetro com pinça de único pistão. Na unidade avaliada, ambas as rodas contam com sistema de freios ABS.

Na prática, o conjunto se mostrou bastante estável e equilibrado, copiando bem as imperfeições do piso. O que realmente merece destaque são os freios. Diferentemente de outros produtos de baixa e média cilindradas da Yamaha, o sistema de freios dessa R3 tem atuação digna de elogios: frenagens seguras e eficazes. Acrescidas da segurança do sistema ABS na unidade testada, transmitiu boa dose de segurança e tranquilidade.

Já os pneus de perfil esportivo e radiais, Metzeler Sportec ME Interact, medidas 110/70-R17 (diant.)/ 140/70-R17 (tras.), apresentaram boa aderência, permitindo desfrutar das curvas mais radicais – como é a proposta da R3. Além disso, o componente manteve o conjunto equilibrado e ajudou também na absorção de impactos.

Conclusão:

r3-4Só para comparar, sua principal concorrente, a Kawasaki Ninja 300 também está equipada com motor de dois cilindros paralelos, porém de menor capacidade cúbica 296cc. A potência máxima é de 39 cv a 11.000 rpm e torque máximo de 2,8 kgf.m a 10.000 rpm. No motor da R3, porém, as respostas são mais instantâneas, uma vez que o torque aparece mais cedo.

Em função de suas características mecânicas e ciclísticas, a Yamaha YZF-R3 é uma boa opção para quem quer fugir do lugar comum – já que conta com um design agressivo que sugere uma moto de porte maior –, roda na cidade com fluidez, além de ser uma boa companheira de viagem.

Estável nas retas, a R3 contorna curvas com muita propriedade e esportividade. Pode sim ser uma esportiva para o dia-a-dia, com bom nível de conforto, mas sem alguns itens de praticidade. O preço da unidade avaliada, com freios ABS, é de R$ 22.590 à vista. Hoje, a Yamaha tem uma campanha especial de vendas para este modelo: entrada de R$ 6.777, mais 48 parcelas de R$ 508.

Ficha Técnica:

Motor: Dois cilindros paralelos, oito válvulas, DOHC e arrefecimento líquido
Capacidade cúbica: 321 cm³
Diâmetro x curso: 68 x 44,1 mm
Taxa de compressão: 11,2:1
Potência: máxima 42 cv a 10.750 rpm
Torque: máximo 3,02 kgf.m a 9.000 rpm
Câmbio: Seis marchas
Transmissão: final Corrente
Alimentação: Injeção eletrônica
Partida: Elétrica
Quadro: Tubular em aço do tipo diamond
Suspensão dianteira: Garfo telescópico convencional de 41 mm de diâmetro com 130 mm de curso
Suspensão traseira: Balança monoamortecida com 125 mm de curso e ajuste na pré-carga da mola
Freio dianteiro: Disco flutuante de 298 mm de diâmetro com pinça de dois pistões (ABS opcional)
Freio traseiro: Disco simples de 220 mm de diâmetro com pinça de um pistão (ABS opcional)
Pneus: 110/70-R17 (diant.)/ 140/70-R17 (tras.)
Comprimento: 2.090 mm
Largura: 720 mm
Altura: 1.135 mm
Distância entre-eixos: 1.390 mm
Distância do solo: 160 mm
Altura do assento: 780 mm
Peso em ordem de marcha: 179 kg (com ABS)
Tanque de combustível: 14 litros
Cores: Azul/prata, vermelha e preta
Preço: R$ 22.590, com ABS

Uma das melhores marcas de motocicletas do planeta, a Yamaha fez um extenso número de scooters com motores de dois e quatro tempos, e modelos de motocicletas on-road e off-road. A Yamaha XS 650, introduzida em 1970, foi um enorme sucesso, tal que incapacitou a indústria britânica de motores bi-ciclíndricos em linha.

    YAMAHA YZF R3 ABS 2016 - PRIMEIRAS IMPRESSõES - VíDEOS - FOTOS - OPINIãO DE U ..

    Yamaha yzf r3 abs ano 2016. vídeo, fotos e narrativa para mostrar minhas primeiras impressões sobre a r3 e ajudar a quem está querendo conhecer ou ... YAMAHA YZF R3 ABS 2016 - PRIMEIRAS IMPRESSõES - VíDEOS - FOTOS - OPINIãO DE U .. Yamaha YZF R3 ABS 2016

    YAMAHA YZF-R3 2017 ABS - #PERMISA2

    Fr: test de la yamaha yzf-r3, moto faite pour le permis a2 développent 47,5chv pour un moteur de 300cc, ici la version 2017 avec abs, moto idéale pour les ... YAMAHA YZF-R3 2017 ABS - #PERMISA2 Yamaha YZF R3 ABS 2016

    2016 YAMAHA R3 REVIEW & TEST RIDE (SAME AS 2015 & 2017)

    2016 yamaha r3 review & test ride at the aimexpo in orlando on october 15, 2016. note: during this test ride i criticized the lack of availability of abs on us ... 2016 YAMAHA R3 REVIEW & TEST RIDE (SAME AS 2015 & 2017) Yamaha YZF R3 ABS 2016

    YAMAHA YZF - R3 | EXPERT REVIEW | BIKEDEKHO.COM

    Watch yamaha yzf-r3 expert review by bikedekho team. know more about yzf r3 at : https://www.bikedekho.com/bike/yamaha/yamaha-yzf-r3.html the ... YAMAHA YZF - R3 | EXPERT REVIEW | BIKEDEKHO.COM Yamaha YZF R3 ABS 2016

    BIKE REVIEW - 2016 YAMAHA R3

    You can reach me here:* http://www.facebook.com/dodgerider26 *you can mail things to me here:* dodge rider 10030 green level church rd suite 802 ... BIKE REVIEW - 2016 YAMAHA R3 Yamaha YZF R3 ABS 2016

    Tudo sobre Yamaha YZF R3 ABS 2016, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Novidades da Yamaha 2016 / 2017

    Com a FZ 25, nova Yamaha Fazer 250 mostra a cara

    A Yamaha na Índia antecipa o que poderá ser a nossa nova Fazer 250 por aqui a partir de 2018; não há confirmação, mas os rumores são bem fortes

    O post Com a FZ 25, nova Yamaha Fazer 250 mostra a cara apareceu primeiro em Motonline.

    Uma Yamaha SCR 950 especial, por Jeff Palhegyi Designs

    Uma motocicleta exclusiva, totalmente personalizada, de acordo com seu estilo. seu gosto, sua personalidade. Veja se esta Yamaha SCR 950 está do seu agrado!

    O post Uma Yamaha SCR 950 especial, por Jeff Palhegyi Designs apareceu primeiro em Motonline.

    Viagem de moto ao pantanal, em busca da onça pintada

    Existem viagens de moto que são aventuras genuínas, gravando com poeira, sorrisos e lembranças para sempre nossas memórias. Esta é mais uma destas, que proporciona uma experiência inesquecível: viagem de moto de São Paulo ao Pantanal, com 2.500 km de chão e uma missão: encontrar um dos felinos mais incríveis do mundo – e o maior […]

    O post Viagem de moto ao pantanal, em busca da onça pintada apareceu primeiro em Motonline.

    Teste XTZ 250 Lander: divertidamente trail

    Genuinamente Trail, a Yamaha XTZ 250 Lander é simples e divertida; uma moto para quem precisa fazer uso urbano e curte o off-road no final de semana

    O post Teste XTZ 250 Lander: divertidamente trail apareceu primeiro em Motonline.

    Yamaha do Brasil vai com Ricardo Martins ao Dakar 2017

    O estreante Ricardo Martins, Catarinense de 36 anos, estreia no dia 2 de janeiro, em Asunción, Paraguai com sua Yamaha WR 450F; o desafio é terminar a prova

    O post Yamaha do Brasil vai com Ricardo Martins ao Dakar 2017 apareceu primeiro em Motonline.

    Tour Interativo Crosser coloca pequena trail da Yamaha à prova

    O Tour interativo Crosser passou por diversos tipos de terreno, partindo de Guarulhos (SP) para chegar até o Pantanal no Mato Grosso

    O post Tour Interativo Crosser coloca pequena trail da Yamaha à prova apareceu primeiro em Motonline.

    Família Yamaha MT 2017 chega com novas cores

    As motos da família Yamaha MT 2017 recebem mudanças apenas nas cores para 2017, seguem a ideia: Em time que está ganhando não se mexe

    O post Família Yamaha MT 2017 chega com novas cores apareceu primeiro em Motonline.

    Yamaha Neo 125: destaque na paisagem urbana

    É um transformer? Parece um herói japonês dos quadrinhos, mas é apenas a Yamaha Neo 125, que veio para agitar o segmento de scooter

    O post Yamaha Neo 125: destaque na paisagem urbana apareceu primeiro em Motonline.

    Teste Yamaha Neo 125: boa surpresa!

    Essa não tem nada a ver com a que você conheceu; a Yamaha Neo 125 está toda remodelada, como um transformer: vira moto, vira scooter, vira cub

    O post Teste Yamaha Neo 125: boa surpresa! apareceu primeiro em Motonline.

    Acompanhe o Tour Interativo Crosser 2017

    Para celebrar o sucesso da Yamaha Crosser, a Yamaha realiza o Tour Interativo Crosser, que vai percorrer mais de 2 mil km de Guarulhos até o Pantanal

    O post Acompanhe o Tour Interativo Crosser 2017 apareceu primeiro em Motonline.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Não deixe de ver isso

YAMAHA XJ6 2018 chega com novas cores e tem preço divulgado, veja ficha técnica e seguro

A Yamaha está antecipando a linha 2018 para outro modelo consagrado de seu lineup: a XJ6. A naked passa a ser.