NovasdoDia » Yamaha » Yamaha TMax 530 2017, scooter chega com várias melhorias

Yamaha TMax 530 2017, scooter chega com várias melhorias

A nova Yamaha TMax reúne a facilidade do scooter com as características de uma legítima motocicleta . Demorou um pouco, mas os scooter caíram na graça do brasileiro. E o movimento que começou com os modelos menores foi aos poucos ganhando novos e grandes personagens. Um deles é o TMax, scooter da Yamaha que apareceu no país há dois anos. A versão 2016 / 2017 recebeu pequenas melhorias, nada muito impactante, e é sobre isso (também) que vamos tratar a partir de agora.

yamaha-t-max-530A aparência do TMax remete á esportividade. Pode soar estranho um scooter com mais pegada, mas, acredite, esse visual não é á toa. A traseira está agora mais afiliada e o conjunto óptico dianteiro tem luzes de LED, melhorando a iluminação. Sofisticação é outra palavra que pode ser associada ao scooter. O maior exemplo está no inédito sistema para de dar a partida sem a chave na ignição – comum em carros requintados e presente em pouquíssimas motos.

Com o sensor de presença, é só apertar um botão para ligar ou desligar o veículo. A nova tomada 12V é um complemento. Ao dar a partida, chama atenção o ronco forte do motor. Quem está do outro lado do portão e só ouve o som pode pensar que sairá da garagem uma moto esportiva. O scooter, aliás, pode ser comportado ou esportivo, vai depender da tocada do condutor. Em giros mais baixos é comedido, mas basta girar o punho para sentir que o motor bicilíndrico tem fôlego de sobra para sentir que dose cavalar de emoção.

O ganho de velocidade é surpreendentemente rápido. Os freios com ABS de série – dão conta do recado. Tem disco duplo na frente e simples atrás e são mais do que suficientes para segurar o conjunto. Basta um leve toque no manete para desacelerar com rapidez. Outra novidade da versão 2016 está na suspensão dianteira invertida que, somada ao braço oscilante monoamortecido da traseira, garante boa estabilidade tanto em retas intermináveis quanto em curvas. Em asfalto liso aparece deslizar no asfalto com seus largos e grudentos pneus.

Em pisos mais irregulares, como na maior parte do brasil, não compromete, mas não deixa de acusar o golpe com os solavancos mais secos. O que de fato impressiona nesse modelo é a ciclística apurada. Apesar de seu tamanho e peso consideráveis, é fácil domá-lo. Até mesmo os mais inexperientes ficam á vontade nele. O motor está acoplado a um quadro de alumínio bem desenhado, e não na parte traseira, como é mais corriqueiro nos scooter.

Toda essa estrutura dá ao TMax uma ótima desenvoltura em mudanças de direção, tão importante na zona urbana e no zigue-zague entre os carros. E mais ainda: faz curvas como uma legítima motocicleta de pegada mais esportiva. Por falar em cidade, onde fez 17 km com um litro de gasolina, embora tenha um porte avantajado, fica á vontade no trânsito intenso.

Só não queira manobrar muitas vezes entre os automóveis. Em corredores até que se porta bem, mas é bom ficar esperto com os espelhos retrovisores. A Yamaha os reposicionou (ficaram mais altos) pensado justamente nisso. Mas se não tomar cuidado pode esbarrar aqui e ali por conta de sua largura. E se quiser pegar a estrada com o TMax, pode ir sem qualquer receio. A bolha de proteção vai amenizar o impacto do vento do peito e você conseguirá manter velocidades razoáveis sem fazer grande esforço. Mas aí ele se torna só um meio de transporte.

A verdade é que na cidade é possível aproveitá-lo melhor. O Scooter oferece boa dose de conforto para o piloto. O assento é grande e macio, os braços ficam em posição agradável e mais relaxadas ainda ficam as pernas, principalmente se você escolher um meio-tempo entre a plataforma e o apoio frontal. Dá para curtir um trajeto sem sentir qualquer incômodo. O espaço para o garupa, bom dizer, também é generoso. Só não espera muito dos espaços para carregar seus pertences pessoais.

Embaixo do banco pode-se levar um capacete fechado e alguma coisinha a mais. Nos porta-trecos, nada significativo. As cores oferecidas são branco e cinza e a Yamaha pede R$ 49 900 pelo TMax, valor considerável mesmo levando em conta que se trata de um produto importado.

 


Uma das melhores marcas de motocicletas do planeta, a Yamaha fez um extenso número de scooters com motores de dois e quatro tempos, e modelos de motocicletas on-road e off-road. A Yamaha XS 650, introduzida em 1970, foi um enorme sucesso, tal que incapacitou a indústria britânica de motores bi-ciclíndricos em linha.

    THE NEW YAMAHA TMAX 530CC MEGA SCOOTERS 2017

    Price in europe यूरोप में मूल्य (inr) 1) yamaha tmax sx 530cc = 0:01 (952.000 inr) 2) yamaha tmax dx 530cc = 3:31 (1.025.000 inr) ... THE NEW YAMAHA TMAX 530CC MEGA SCOOTERS 2017 Yamaha TMax 530 2017, scooter chega com várias melhorias

    2017 YAMAHA NEW TMAX 530 SX DX (SCOOTER)

    Engine engine type forward-inclined parallel 2-cylinder, liquid-cooled, 4-stroke, dohc, 4-valves displacement 530.0cc bore x stroke 68.0 mm x 73.0 mm ... 2017 YAMAHA NEW TMAX 530 SX DX (SCOOTER) Yamaha TMax 530 2017, scooter chega com várias melhorias

    YAMAHA TMAX 530 2017 | TEST COMPLET (+ VS TMAX 530 2015)

    Essai yamaha t-max 2017 530 - depuis sa présentation en 2001, le yamaha t-max n'a cessé de s'imposer comme le maxi scooter sportif par excellence. YAMAHA TMAX 530 2017 | TEST COMPLET (+ VS TMAX 530 2015) Yamaha TMax 530 2017, scooter chega com várias melhorias

    Tudo sobre Yamaha TMax 530 2017, scooter chega com várias melhorias, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *