Home » Tecnologia » TV Samsung 46″ LED Smart TV Full HD – 7000 Series

TV Samsung 46″ LED Smart TV Full HD – 7000 Series

Samsung 46 LED Smart TV Full HD - 7000 SeriesQuando se pensa em TV hoje em dia, o que se espera de um aparelho de ponta? Se a sua resposta é imagem cristalina, efeito 3D, função de gravação, reprodução de mídia e acesso à internet, há uma boa chance de encontrar seu objeto de desejo na Samsung Smart TV Série 7 de 46 polegadas, uma LED que traz todas essas características. Mas não espere gastar pouco para ter tudo isso na sua sala. Se vale a pena ou não, você vai saber lendo o nosso teste.

Design

Quando falamos em TVs LED, menos é mais, e ser fina é uma obrigação. Nesse quesito, a Smart TV é bem “magra”, principalmente quando comparada a outros modelos do mercado. Mas o que mais chama atenção é o design bordless da tela, ou seja, sem a moldura. Isso é interessante não só pela estética, mas também por dar a impressão de que o display é maior do que seu tamanho real.

O suporte também tem um visual estilizado, com pés cromados em forma de estrela servindo como apoio. Na parte traseira, temos o que se espera de uma TV moderna: várias entradas, sendo quatro HDMI e três USB, dentre outras. O ruim é que são todas agrupadas em um mesmo local, dificultando o acesso caso se tenha equipamentos espalhados pelo móvel e cabos curtos.

Imagem

Ter a sensação de um cinema em casa não é algo tão distante da realidade hoje em dia. Com grandes telas, como a de 46 polegadas Full HD (resolução de 1920 x 1080 pixels) testada para este review, assistir a filmes fica muito mais agradável do que há três ou quatro anos. Mas a TV da Samsung traz imagens boas também em outras circunstâncias, notadamente na programação em alta definição e, principalmente, em jogos de videogame.

Parte desse bom desempenho ocorre por conta de alta taxa de contraste do aparelho, com uma função que a Samsung chama de Micro Dimming. Aliada às características 3D HyperReal Engin, Wide Coulour Enhancer Plus e a própria iluminação com diodos orgânicos (LED, na sigla em inglês), a Smart TVconsegue entregar imagens vívidas e coloridas.

Mas o negócio é vê-las em movimento. Basicamente há duas opções: deixar no modo normal e conferir um vídeo como o de outras TVs, ou ativar a opção Clear Motion Rate (CMR), que dá uma frequência de 720 Hz e proporciona uma movimentação mais suave. Esta última opção consegue resultados impressionantes com jogos, ainda mais os que possuem fluidez de 60 quadros por segundo, como o Gran Turismo 5, para PlayStation 3.

Já durante a exibição de filmes, essa função pode deixar um aspecto falso, por mais que seja bonito. O ideal é fazer testes e alterar as configurações para adicionar o efeito discretamente.

Claro, há ainda o grande chamariz comercial de oferecer imagens em 3D. Apesar de ainda ser preciso utilizar óculos especiais, é uma atividade confortável na medida do possível. Não é tão óbvio ligar a função quando disponível, mas, uma vez ligada, é exatamente o que se espera: sensação de profundidade. O recurso funciona bem e oferece o esperado para quem gosta e faz questão de ver vídeos e jogos em três dimensões.

Funcionalidades

A nova tendência no mercado é a de oferecer aparelhos com acesso à internet, de preferência com aplicativos pré-instalados. A Smart TV tem exatamente esse apelo, oferecendo o Smart HUB para funções conectadas à web, como Facebook, YouTube, Twitter e Skype (necessário um adaptador com microfone e câmera vendido separadamente). Há até mesmo um navegador com suporte ao Flash, da Adobe.

Mas é fácil notar que as empresas ainda estão buscando soluções ideais para oferecer conteúdo web em TVs. Primeiro, os aplicativos são bem limitados, com interface confusa. O YouTube, por exemplo, carrega inicialmente um vídeo qualquer à revelia do usuário, deixando tudo mais lento – inclusive se você desistir de abrir o app. Mas o pior mesmo é fazer tudo isso utilizando o controle remoto. O teclado virtual, em vez de usar a ordem QWERTY, como é natural, utiliza a ordem alfabética, o que só confunde. Além disso, não há suporte ao padrão T9 de digitação, comum em celulares. É uma experiência tão frustrante que a própriaSamsung vende um miniteclado para facilitar a navegação e utilização de aplicativos.

A web não é a única coisa ofertada. A Smart TV Série 7 já vem equipada com conversor digital para sintonia do padrão DTV brasileiro – item de série em qualquer aparelho hoje em dia, mas ainda assim sempre bem-vindo. Outra boa função é o PVR, que permite a gravação da programação (inclusive em alta definição), embora seja necessário um HD externo (também vendido separadamente) dedicado, com formatação específica.

Há também suporte a cabo de rede Ethernet, mas a melhor forma é utilizar o Wi-Fi, já que a TV tem placa embutida. Com ela, além de poder navegar na internet e usar os aplicativos do Smart HUB, é possível ter acesso a media servers – pode ser o seu Windows Media Player, no computador, ou um smartphone/tablet da Samsung via função “All Share”, por exemplo. Caso prefira, também é possível ver vídeos conectando um pendrive.

Áudio

Samsung 46 LED Smart TV Full HD - 7000 Series-2É bom, mas nada espetacular. Não chega a ter um reforço de graves, como na LG Scarlet. A Smart TV oferece potência RMS de 10 W em cada lado, o que é adequado para ver novela ou esportes, mas não exatamente em filmes e games. O ideal é ligar a um home theater para ter acesso às tecnologias Dolby Digital Plus/Dolby Pulse, além do SRS TheaterSound HD e dts 2.0 com saída digital.

Custo/benefício…

É onde a maioria vai sofrer. Para uma TV com tantas características de ponta, já é esperado, sim, um preço alto. Mas o modelo testado custa, em média, R$ 6.400 – mais que o dobro de outros aparelhos LED mais comuns no mercado, sem tantas funcionalidades. Isso sem levar em conta a compra de acessórios vendidos separadamente, como a câmera para o Skype e o controle remoto em forma de miniteclado. É realmente só para quem pode.

Especificações…

Tamanho da tela46 polegadas
Resolução de tela1080p
Refresh Rate720 Hz
Formato de tela16:9
Sistema de coresPAL N, PAL M, NTSC, DTV
Taxa de constrasteNão informada
TecnologiaLED
Tecnologia 3DSim
HDTV ReadySim
Closed CaptionSim
Dimensões105 x 68.31 x 27.67 cm
Peso14,3 kg
Conexões2 entradas vídeo componente
1 entradas áudio e vídeo
1 entrada s-vídeo
1 saídas de áudio digital
1 saída áudio (analógica)
4 entradas HDMI
1 entrada RGB (para PC)
3 entrada USB
1 Antena RF (digital e analógica)
1 Antena RF (cabo e satélite)
Itens InclusosDois óculos 3D Ativo, controle remoto, cabo adaptador componente e AV, cabo de força, manual eletrônico e manual do usuário
Novidades do mundo tecnológico, review de smartphone, celular, dispositivos eletrônicos, como desbloquear e destravar senhas, além de preço e ficha técnica do aparelho.

Novidades Tecnologia 2016 / 2017

    ROG anuncia novo mouse 'ideal para MOBA'

    Confira as especificações Acessório possibilita o uso por destros e canhotos, ajustes de índices de velocidade, configurações de perfis de iluminação e mais.

    Alguém criou cadarços que se amarram sozinhos... usando blocos de LEGO

    Faça você também Um sujeito bastante habilidoso criou uma peça motorizada para ser conectada a um par de tênis.

    PewDiePie lança vídeo em resposta à polêmica sobre seu canal

    "Admito que a piada foi longe demais" Após perder acordo com YouTube e Disney, Felix admite que "brincadeira" com conteúdo ofensivo "foi longe demais".

    Activision demite funcionários do estúdio Infinity Ward, de Call of Duty

    Blizzard e MLG não foram afetados pelos cortes De acordo com relatos, a publisher dispensou cerca de vinte pessoas da produtora de COD: Infinite Warfare.

    PewDiePie perde acordo com Disney após vídeos com conteúdo ofensivo

    "Ele claramente foi longe demais neste caso" Rumores também indicam que a série do comediante com o YouTube Red foi cancelada.

    Shigeru Miyamoto tem ressalvas sobre realidade virtual

    "Quando vejo pessoas jogando em VR, fico preocupado" O homem por trás de Mario e Zelda expressa preocupação quanto a tecnologia que está cada vez mais em voga.

    Criador de Call of Duty fala sobre o futuro da realidade virtual

    A experiência que veio para ficar Durante a Campus Party Brasil 2017, Chance Glasco falou sobre o Rumii, novo software que promete revolucionar as experiências em VR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Não deixe de ver isso

Apagão da TV Aberta está próximo, desligamento do sinal analógico vai afetar muitos

Desligamento do sinal analógico é inevitável, mas será que estamos pronto pra isso? Se continuar nesse ritmo, muita gente vai.