Suzuki Swift Sport 2016: preço, consumo, ficha técnica e informações

Home » Automoveis » Suzuki Swift Sport 2016: preço, consumo, ficha técnica e informações

Suzuki Swift Sport

A potência de 142 cv e a falta do torque em baixa pela ausência do turbo podem até não animar num primeiro momento, mas se existe uma lição que o Swift Sport ensina, é: um automóvel é feito de conjunto. E isso você não consegue sentir olhando apenas para a ficha técnica. Como esperado, quando comparado ao restante da frota parada no estacionamento, o hatch japonês não encantou quem ainda não o tinha experimentado. Ele tem estilo discreto, motor 1.6 16V aspirado, interior simples, painel antiquado… Mas basta jogá-lo na primeira curva para sacar que se trata de um legítimo hot hatch. “Foi a surpresa do teste!”, definiu Fábio Trindade.

O Swift é a prova de que números não contam tudo sobre um carro. É fácil pegar os resultados de teste (veja no fim do post) e julgá-lo, mas se você quer um conselho, não faça isso antes de mandar bala num test-drive caprichado. Em termos de sensações, o Suzuki é um dos melhores brinquedos que se pode comprar com R$ 75 mil. “Ele oferece uma experiência pura, tem uma tocada franca e sem filtros, o motor gira pra caramba, a traseira vem junto nas curvas…”, empolga-se Juliano Barata. Precisão dinâmica e comunicabilidade são os grandes diferenciais do Suzuki, a ponto de ele quase se colocar em uma categoria à parte neste quinteto.

Barata sai em disparada com o Swift e Daniel Messeder o segue com o Abarth. Nas subidas, o Fiat gruda na bunda do Suzuki empurrado pelo turbo (são 23 kgfm de torque a 2.500 rpm contra 17 kgfm a 4.400 rpm!), mas chegar é uma coisa, passar é outra. E a verdade é que, nas curvas, não dava para acompanhar o ritmo do japonês com o italianinho. Além dos freios fortes (foram as melhores frenagens de todo o teste), em muito ajudados pelo peso-pluma de 1.065 kg (100 kg menos que o Fiat), o Swift tem uma velocidade de contorno de curvas absurda.

“Ele pode não desenvolver tanto nas retas, mas a diferença é que se leva quase toda essa velocidade para dentro das curvas. Freadas? Só um jabzinho, aponta e acelera”, anima-se Juliano. O Abarth sabe disso. O 500 dançava nas frenagens fortes e exigia uma tomada de tangente bem mais conservadora que a do rival, ora brigando com a frente, ora brigando com a traseira, enquanto Swift ia abrindo margem derrapando nas quatro vez ou outra…

Afora a suspensão muito bem calibrada, firme sem ser um pau, o Swift tem alguns truques na manga para engolir carros mais potentes em estradinhas como a dos Romeiros. Há molas secundárias nos amortecedores dianteiros (para conter a rolagem da carroceria e manter a cambagem mais estável) e buchas assimétricas no eixo de torção traseiro, que permitem até 3 graus de esterçamento do eixo – ou seja, capazes de fazer as rodas de trás acompanharem a direção das dianteiras.

Isso explica parte do handling excepcional mostrado pelo japinha nas curvas travadas do nosso roteiro. Mas não é só: ele também tem pneus de alta performance, como os Yokohama Advan 195/50 R16 do carro avaliado, que o deixam grudado ao solo. “É uma maquininha de pista!”, diz Messeder. “Ele parece um carro aliviado, de corrida, pode ser jogado para todos os lados facilmente”, completa.

De fato, o peso total de somente 1.065 kg nos remete aos Lotus, que não precisam de muita coisa sob o capô para serem endiabrados. Aspirado, o 1.6 16V japonês mostra temperamento bem próximo ao do Civic. Não decepciona em baixa, mas gosta mesmo é de girar e berrar musicalmente, em especial na faixa de 5 mil a 7 mil rpm – ele também tem comando variável como o VTEC do Honda.

Toda a tocada do carro é leve: da direção elétrica aos pedais, o Suzuki é um carro fácil de extrair o que ele é capaz. A direção até poderia ter um pouco mais de carga, mas o feedback é correto e franco, sem filtros, sem artifícios. Ah, e o câmbio de seis velocidades “suga” a marcha, bastando apontar no trilho para efetuar o engate.

“Com exceção do Si, estamos diante do melhor handling do grupo”, compara Julio César. Ele e Barata eram os únicos que já tinham andado no Swift antes do nosso teste. “Depois de andar com ele no Velo Città por umas dez voltas, a fase de subestimar o que ele pode fazer já era pra mim faz tempo!”, diz Juliano. Mas a real é que poder dirigi-lo entre os demais deixa algumas coisas mais claras, para o bem e para o mal. Pelo lado positivo, temos a dirigibilidade afiadíssima e o bom casamento entre motor, câmbio, direção e suspensão, que falam todos a mesma língua. Um carro muito veloz de curvas, confortável e econômico – e com o pedigree de ser usado exaustivamente em tourist laps no Nürburgring Nordschleife!

Pelo lado negativo, é impossível não notar que o Suzuki entrega a idade de seu projeto, especialmente no design e materiais do painel, além ter um preço exagerado para um carro mecanicamente tão simples. “Tem que querer muito essa experiência de tocada para bancar um Swift, o que é uma pena: ele tem todas as características de um excelente daily driver, mas o preço alto o confina dentro de um nicho bem específico”, define Barata.

Consumo:

Cidade: 11.0 km/l
Estrada: 16,5 km/l

Preço:

R$ 74.990

Ficha técnica:

Motor:
1.6, 16V aspirado
142 cv a 6.9000 rpm
17 mkgf a 4.400 rpm

Transmissão:
Manual
6 marchas
Tração dianteira

Suspensão e pneus:
Frente: McPherson
Traseiro: eixo de torção
195/50 R16, Yokohama
Advan A18

Dimensões:
Comprimento: 3,89 m
Entre-eixos: 2,43 m
Largura: 1,69 m
Altura: 1,51 m
Peso: 1.065 kg

Com informações da Revista QuatroRodas

Suzuki Swift Sport-2

Lançamentos de carros nacionais e importados, seguros, preços, avaliação, cores, teste e informações técnicas, qual o consumo do veículo, como fazer o financiamento, o que muda em 2017 e qual automóvel vai sair de linha.

    2016 SUZUKI SWIFT SPORT 5 DOOR - IN-DEPTH REVIEW, FULL TEST, TEST DRIVE

    01:29 start 04:07 facts 06:02 exterieur 09:17 interieur 18:45 compartment check 21:17 on the rear seats 24:43 trunk 29:37 driving impressions 36:20 assist ... 2016 SUZUKI SWIFT SPORT 5 DOOR - IN-DEPTH REVIEW, FULL TEST, TEST DRIVE Suzuki Swift Sport 2016 preço, consumo, ficha técnica e informações

    SUZUKI SWIFT SPORT 2016 IN DETAIL REVIEW WALKAROUND INTERIOR EXTERIOR

    Hello to motorcartube and a new car check. today we present the 2016 suzuki swift sport, enjoy the detail view in the interior and exterior. thanks for view! SUZUKI SWIFT SPORT 2016 IN DETAIL REVIEW WALKAROUND INTERIOR EXTERIOR Suzuki Swift Sport 2016 preço, consumo, ficha técnica e informações

    2016 SUZUKI SWIFT SPORT - EXTERIOR AND INTERIOR WALKAROUND - 2015 FRANKFURT MOTO ..

    Welcome to automototube!!! on our channel we upload every day , short, (2-5min) walkaround videos of cars and motorcycles. our coverage is from auto and ... 2016 SUZUKI SWIFT SPORT - EXTERIOR AND INTERIOR WALKAROUND - 2015 FRANKFURT MOTO .. Suzuki Swift Sport 2016 preço, consumo, ficha técnica e informações

    TEST DRIVE & REVIEW: SUZUKI SWIFT SPORT 2016 - PRUEBA EN ESPAñOL

    Suscríbete! síguenos en redes sociales! facebook: http://facebook.com/turbocargado twitter: http://twitter.com/turbo_cargado instagram: ... TEST DRIVE & REVIEW: SUZUKI SWIFT SPORT 2016 - PRUEBA EN ESPAñOL Suzuki Swift Sport 2016 preço, consumo, ficha técnica e informações

    SUZUKI SWIFT SPORT 2015 REVIEW - CAR KEYS

    Read the full review on the suzuki swift sport here: ... SUZUKI SWIFT SPORT 2015 REVIEW - CAR KEYS Suzuki Swift Sport 2016 preço, consumo, ficha técnica e informações

    Tudo sobre Suzuki Swift Sport 2016 preço, consumo, ficha técnica e informações, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Um comentário

  1. Não chega nem aos pés do citroen DS3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Não deixe de ver isso

img_6273.jpg

Fusion Hybrid x Jeep Compass Diesel 2017: combinam economia e requinte

  A segunda geração do Compass, lançado recentemente, chega para concorrer diretamente com o Hyundai ix35. Sua versão a diesel, no.