NovasdoDia » Mercado » Penhor de joias: empréstimos em financeira, juros e como funciona

Penhor de joias: empréstimos em financeira, juros e como funciona

Para valores menores, uma opção interessante é o penhor de joias, segundo os especialistas. O empréstimo é oferecido pela Caixa e funciona assim: a pessoa entrega um bem (joias, por exemplo) como garantia e recebe o crédito, mesmo sem ser cliente do banco. Mas se o empréstimo não for quitado, os bens joias vão a leilão.

O limite de crédito máximo é de 85% do valor de avaliação da joia e os juros são de 2,10% ao mês, informou a Caixa, por meio da assessoria de imprensa.

Com o acumulo das despesas de final e início de ano, além do crédito mais caro, não é difícil encontrar quem esteja com o orçamento desequilibrado e cadastro negativado. O penhor de joias se apresenta como solução rápida e sem burocracia na busca por recursos financeiros.

A linha de empréstimo é exclusividade da Caixa Econômica Federal (CEF). Não é necessário avalista, análise de crédito nem consulta ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) ou na Serasa. Isso por que as joias servem de garantia real, quando o devedor destina um patrimônio para assegurar o pagamento da dívida.

Essa foi a condição que fez Edilene Almeida, autônoma, aderir ao empréstimo. Na primeira vez em que fez o penhor na verdade estava em busca de vendê-las. “Tinha o nome negativado e não podia fazer empréstimo. Ofereci um cordão a um amigo que me falou do penhor. Fui à Caixa e já saí com o dinheiro”, lembra.

Edilene chegou a contratar o serviço outras três vezes e em todos os casos quitou o débito e resgatou as peças. “É melhor do que vender, não queria me desfazer delas, os juros são baixos, então organizava o orçamento e resgatava as joias”, diz.

De acordo com o economista, Érico Marques, organização para quitar o empréstimo deve ser o foco de quem faz essa opção. “Passar muito tempo pagando apenas os juros do contrato não é saudável. É preciso estabelecer uma meta para sanar a dívida, mesmo que o banco não faça essa exigência”, explica.
Marques, que também é pesquisador na área de finanças pessoais, sugere que, ao fazer o penhor, a pessoa divida o montante da dívida por uma quantia que ele possa pagar por mês. O cliente deve continuar pagando os juros. Do contrato e depositando o restante na poupança, em determinado prazo, já terá economizado o suficiente para resgatar as peças.

Outra possibilidade é a amortização. Nesse caso, há também o benefício da diminuição dos juros, já que variam de acordo com o valor do saldo devedor.

Contratos de penhor com mais de 30 dias vencidos, serão leiloados para quitação do débito. Segundo o banco, cerca de 1,30% dos contratos vão a leilão. No caso do valor de arremate ser maior do que a dívida, o saldo da diferença entre o lance pago e o débito é entregue ao titular do contrato.

“É importante considerar também o valor sentimental. Um investidor não investe em ouro comprando joias. Ele compra o commoditie através de aplicações. As peças tem um valor agregado de arte e sentimento. A pessoa precisa ter ciência do risco de perder as peças e deve saber como lidar caso isso aconteça. Conheço gente que ficou em depressão por perder as joias”, alerta Érico Marques.
R$ 60 por grama de ouro

A Caixa paga entre R$ 54 e R$ 60 por grama de ouro penhorado. O teor do ouro, estado de conservação, presença de pedras preciosas e a qualidade dessas pedras alteram o valor pago pela grama. Não precisa ser cliente do banco para aderir ao empréstimo.

Peças confeccionadas em ouro com teor inferior a 12 quilates não podem ser aceitas como garantia. O banco paga ao cliente até 85% da avaliação, dependendo do relacionamento com o banco o percentual pode aumentar.
Os relógios de alta gama são avaliados não só pelo material utilizado em sua confecção mas, também, pela marca e estado de conservação. E são aceitos e na condição de serem guardados abertos, para avaliação de autenticidade da máquina.
Os leilões de contratos vencidos acontecem mensalmente. Interessados podem consultar os lotes na vitrine de joias no sítio da Caixa, realizar o cadastro na internet e efetuar o lance nos caixas de autoatendimento. É possível arrematar lotes de todo o País, na condição de retirada das peças ser a agência de origem do lote.


Como anda o mercado imobiliário e a economia, tudo sobre a bolha imobiliária, ranking de empresas, gastos, publicidade, etc.

    PENHOR DE JOIAS TERá NOVAS REGRAS - REPóRTER BRASIL (MANHã)

    A caixa econômica federal anunciou novas regras para estimular a procura pelos empréstimos negociados em troca de penhora de joias, relógios, pedras e ... PENHOR DE JOIAS TERá NOVAS REGRAS - REPóRTER BRASIL (MANHã) Penhor de joias empréstimos em financeira, juros e como funciona

    CHEFE DA AVALIAçãO DE PENHOR DA CAIXA EXPLICA OS BENEFíCIOS DESTA MODALIDADE ..

    O penhor é uma modalidade de empréstimo, onde uma joia é dada como garantia. pode ser um relógio de ouro ou de alta gama, por exemplo, e a pessoa que ... CHEFE DA AVALIAçãO DE PENHOR DA CAIXA EXPLICA OS BENEFíCIOS DESTA MODALIDADE .. Penhor de joias empréstimos em financeira, juros e como funciona

    PENHOR CAIXA/KARLLA BRAGA

    PENHOR CAIXA/KARLLA BRAGA Penhor de joias empréstimos em financeira, juros e como funciona

    Tudo sobre Penhor de joias empréstimos em financeira, juros e como funciona, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *