NovasdoDia » Notícias » O que é notícia hoje, 26 e agosto 2015 – Dia Internacional da Igualdade Feminina

O que é notícia hoje, 26 e agosto 2015 – Dia Internacional da Igualdade Feminina

Hoje uma quarta-feira, 26 de agosto de 2015, é dia Internacional da Igualdade Feminina, nascem: O químico francês Antoine Lavoisier, considerado o criador da química moderna (1743-1794), o cientista polonês naturalizado americano, Albert Sabin, criador da vacina oral para a poliomielite (1906-1993), Madre Teresa de Calcutá, religiosa albanesa, Nobel da Paz em 1979 (1910-1997), o cantor Dori Caymmi, o ator Macaulay Culkin, a cantora Thalía.

O Globo

Manchete : Dilma volta a liberar verba para conter crise política

Apesar do ajuste, presidente autoriza R$ 500 milhões para parlamentares

Para ministro, ‘esse é o dinheiro mais barato que tem’; petista agora admite que a situação da economia também não será maravilhosa em 2016 / 2017

Em meio às crises econômica e política e após anunciar o corte de dez ministérios, a presidente Dilma autorizou ontem o pagamento de R$ 500 milhões em emendas de parlamentares. “Ganhou o governo como um todo, principalmente os parlamentares, que tinham essa ânsia”, comemorou o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha. A liberação tenta conter rebelião na base do governo. Depois de admitir que errou, ano passado, na avaliação da gravidade da crise na economia, Dilma ontem reconheceu que a situação também “não será maravilhosa” em 2016 / 2017.
O mea culpa de FH – ‘Fomos todos responsáveis’

Ao dizer que os partidos se preocupam mais com verbas do que ideias, o ex-presidente afirmou: “O sistema político fracassou. E fomos todos responsáveis.”

TSE manda investigar empresa na campanha da reeleição 
Bons companheiros

Condenados na Lava-Jato, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef se abraçam após acareação na CPI da Petrobras. Sobre a contradição entre os dois a respeito de suposto pedido de doação de dinheiro do esquema para a campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2010, Youssef disse que um “novo colaborador” da Lava-J ato vai esclarecer o caso. O dinheiro teria sido pedido pelo ex-ministro Palocci, segundo Costa, o que Youssef nega. O doleiro voltou a acusar aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, de tentar intimidá-lo.
Dólar vai a R$ 3,60 com risco na China

O dólar subiu mais 0,93%, para R$ 3,607, num dia de gangorra nas Bolsas globais. O anúncio de estímulos da China à economia gerou uma onda de otimismo, mas, no fim do dia, o pregão de Nova York caiu 1,29% porque há dúvidas se as medidas serão suficientes para acalmar a Bolsa chinesa. (Pág. 19)
Desemprego já atinge 8 milhões

Disparou a busca por vagas, e o desemprego alcançou 8,3% em junho. Já são 8,35 milhões de desempregados no país. (Pág. 23)
Tributos podem subir R$ 50 bi

A unificação da alíquota do PIS e da Cofins, em estudo pelo governo, deve elevar em R$ 50 bilhões a arrecadação com esses tributos, prevê o IBPT. A Receita contesta a estimativa.

Paraibuna quase no volume morto

Principal reservatório do Estado do Rio, o Paraibuna está com apenas 1,8% de sua capacidade. A redução da vazão do Guandu ameaça a qualidade da água que chega às torneiras.

‘Maduro quer replicar Malvinas’

Editor do jornal “El Nacional”, Miguel Henrique Otero acusou o presidente Maduro de criar uma crise com a Colômbia para desviar a atenção da grave situação na Venezuela. (Pág. 29)
Merval Pereira

O freio de arrumação do PSDB no debate sobre impeachment

Elio Gaspari

Dilma e PT agravam crise ao se isolar em bunker

Míriam Leitão

Presidente não viu a crise nem os antecedentes
Zuenir Ventura

Acusados serão inquisidores de Janot no Senado

O Estado de S. Paulo

Manchete : Saída de Temer abre disputa por cargos e pode paralisar governo

Aliados temem agravamento da crise política; governo estuda incorporação da pasta de Relações Institucionais à Casa Civil e PT quer emplacar Jaques Wagner

A reforma ministerial e administrativa planejada pela presidente Dilma Rousseff causou apreensão em aliados. Parlamentares da base temem que a discussão sobre corte de ministérios paralise o governo, aumente a disputa por cargos e agrave a crise política. A discussão também fez ressurgir no governo a ideia de incorporar a Secretaria de Relações Institucionais à Casa Civil – que voltaria a cuidar da liberação de cargos e emendas. A cúpula do PT defende a mudança do ministro da Defesa, Jaques Wagner, para a Casa Civil, no lugar de Aloizio Mercadante.

O argumento é que Mercadante não tem habilidade política. Desde que o vice-presidente Michel Temer decidiu se afastar da interlocução com o Congresso, sob queixas de “articulação paralela” feita por Mercadante, além de embates com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, os problemas na coordenação política ganharam holofotes. Ontem, o governo liberou R$ 500 milhões em emendas parlamentares, uma das reivindicações da base.

Dilma: ‘2016 não será um ano maravilhoso’

A presidente Dilma Rousseff disse não poder garantir que o próximo ano será “maravilhoso”. “Não teremos uma situação maravilhosa em 2016 / 2017, mas também não será a dificuldade imensa que muitos pintam.”
Fornecedora de campanha de Dilma será investigada

Vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Gilmar Mendes pediu ao Ministério Público de São Paulo que apure indícios de irregularidades no pagamento de R$ 1,6 milhão da campanha de 2014 da presidente Dilma Rousseff a uma empresa aberta dois meses antes da eleição. A suspeita é de que ela seja de fachada, já que não há “registro de entrada de materiais, produtos e serviços”. Também não há registro de pagamento de impostos em notas fiscais. (Política/ Pág. A6)

Lava Jato mira Gleisi

Juiz Sérgio Moro enviou ao STF documentos com indícios de repasses para senadora, que teria recebido R$ 1 milhão na campanha de 2010. (Pág. A8)
Tensão política no País faz dólar encostar em R$ 3,60

Apesar das boas notícias com relação às medidas de estímulo à economia chinesa, a tensão política no Brasil levou a cotação do dólar a fechar o dia com alta de 0,93%, a R$ 3,5920. Essa é a maior cotação desde 25 de fevereiro de 2003. Em três dias, a valorização foi de 4,06%. Indicadores da economia também contribuíram para a piora do mercado brasileiro. Depois de subir mais de 2,50% pela manhã, a Bolsa de Valores de São Paulo perdeu fôlego e terminou o dia com alta de 0,47%, aos 44.544,85 pontos.

O tombo da Bolsa

33,78% é a perda acumulada em dólar da Bovespa no ano, retornando aos níveis de setembro de 2005
Youssef: ‘Outro réu falou de Palocci’

Em acareação ontem com o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef disse que um outro delator, cujo nome não revelou, esclarecerá ‘quem repassou recurso’ de corrupção na estatal ao ex-ministro Antonio Palocci. O dinheiro teria sido usado na campanha de 2010 de Dilma Rousseff.

Colômbia e Venezuela discutem crise

Chanceleres de Venezuela e Colômbia se reúnem hoje para discutir a crise na fronteira entre os dois países, fechada na quinta-feira por ordem do presidente Nicolás Maduro, informa o enviado especial Roberto Lameirinhas. A Assembleia Nacional venezuelana aprovou decreto impondo estado de emergência em cinco cidades na fronteira para combater, segundo o governo, a ação de paramilitares e contrabando. Cúcuta, no lado colombiano, decretou estado de emergência.

Crise e Lava Jato derrubam investimento estrangeiro

Eliane Cantanhêde

Temer sai de fininho

Sua saída da coordenação é não só um passo, mas um pulo para a independência do PMDB em relação ao PT, ao governo, a Dilma Rousseff (Política/Pág. A8)
Notas&Informações

Rompimento à vista

Do ponto de vista do apego ao poder não há diferença relevante entre PMDB e PT

A ignorância é uma dádiva

Com suas decisões erráticas, presidente tende a perenizar os imensos problemas do País

Zero Hora

Manchete : Maioria dos deputados é contra a elevação de ICMS

Levantamento de ZH indica que, se votação fosse agora, Sartori teria de vencer resistências, até dentro de seu próprio partido, para aprovar aumento de alíquotas até o final de setembro.

Desemprego chega a 8,3% no trimestre

Taxa de abril a junho é a maior desde 2012 e sobe em todas as regiões

Mendes aponta indício de falha

Ministro do TSE pede que MP investigue pagamento a empresa suspeita

Folha de S. Paulo

Manchete : Dólar vai a R$ 3,60 com agravamento da crise política

Campanha de Dilma na mira do TSE e previsão sobre economia em 2016 / 2017 geram corrida à moeda

Sob influência do panorama interno, o dólar disparou e fechou a R$3,60. Para analistas, as razões são a piora dos cenários político, com nova possível investigação sobre a campanha de Dilma e a saída de Michel Temer da articulação, e econômico, com alta na taxa de desemprego e previsão pouco otimista da petista para2016. O ministro Gilmar Mendes, do Tribunal Superior Eleitoral, pediu ao Ministério Público que apure irregularidades em firma de Sorocaba (SP) que recebeu R$ 1, 6 milhão da campanha à reeleição da presidente. A coordenação da campanha disse que teve as contas aprovadas pelo TSE. Ninguém da empresa foi localizado. Também ontem (25), Dilma disse que “provavelmente” a situação econômica em 2016 / 2017 não será “maravilhosa”, e o IBGE divulgou que o desemprego chegou a 8,3% no segundo trimestre. Na segunda (24), Temer entregou o cargo de articulador político, o que tende a distanciar Dilma do seu maior aliado, o PMDB.

Governo libera R$ 500 mi ao Congresso para conter rebelião

Para conter ameaças de rebeliões no Congresso, o governo vai liberar R$ 500 milhões para emendas apresentadas pelos parlamentares ao Orçamento de 2015. Com a crise econômica, o Planalto vinha segurando essa verba, gerando desconforto entre os congressistas. A expectativa do governo agora é que seja votada a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que deveria ter sido aprovada até julho.

Nova delação vai esclarecer doação a Dilma, diz Youssef

Na CPI da Petrobras, o doleiro Alberto Youssef afirmou, sem citar nomes, que um outro delator vai esclarecer quem teria pedido R$ 2 milhões para a campanha de Dilma em 2010. Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, disse que o ex-ministro Antônio Palocci fez o pedido, o que ele nega.
Moro afirma que há indícios contra Gleisi Hoffmann; ex-ministra nega
China reage a pânico de investidores e corta juros

Um dia após a forte retração na Bolsa da China, acompanhada pelos principais mercados mundiais, o governo chinês anunciou medidas para baixar a taxa de juros de empréstimos e ampliar a liquidez do sistema bancário. A meta é estimular a economia e acalmar os mercados. No Brasil e Europa, as Bolsas subiram, mas nos EUA houve queda.

Luciano Coutinho: BNDES é crucial para viabilizar investimentos

A estimativa do custo fiscal de empréstimos do Tesouro Nacional ao BNDES é incompleta, pois desconsidera benefícios, isto é, impactos sobre o investimento.


O que acontece no Brasil e no mundo, notícias atualizadas e dinâmicas, atualização toda hora, manchetes dos maiores e melhores jornais brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *