Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

Home » Atualidades » Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

Plebiscito-e-Reforma-PolíticaAs notícias do Brasil e do mundo nas manchetes dos principais jornais do país.

  • O Globo

Manchete: Negócios coletivos – Empresas de ônibus lucram até com vans

Motoristas legalizados acusam Fetranspor de falta de transparência

Transporte alternativo paga taxa de 8% sobre sua receita a empresas criadas pela entidade para processar a bilhetagem eletrônica

A teia dos negócios controlados pelos empresários de ônibus do Rio, que vão desde agência de publicidade ao futuro VLT do Centro, envolve até um antigo inimigo: as vans. O transporte alternativo legalizado tem de adotar equipamentos de bilhetagem eletrônica, que são fornecidos — e a receita é processada — por duas empresas criadas pela Fetranspor, associação controlada pelo maiores empresários do setor no estado, como Jacob Barata, conhecido como o “Rei dos ônibus”. Os motoristas de vans, no entanto, dizem que o sistema não é transparente e que não estão satisfeitos, porque pagam uma taxa de 8% sobre as receitas, bem mais que os R$ 0,0215 repassados pelos ônibus em cada operação. A Fetranspor alega que todas as informações estão disponíveis aos motoristas. (Págs. 1 e 6)

Percentual de diaristas dobra

Em dez anos, o percentual de diaristas entre as empregadas domésticas quase dobrou. Elas representavam 12,6% da categoria em 2003, segundo dados do IBGE. Em maio deste ano, a parcela estava em 23,7%. Segundo especialistas, a nova lei das domésticas, que eleva o gasto dos patrões com mensalistas, vai intensificar esse movimento nos próximos anos. A opção pelo serviço das diaristas não gera encargos. (Págs. 1 e 15)

Defesa: dados estratégicos a salvo

Em reuniões com o ministro da Defesa, Celso Amorim, os comandantes das Forças Armadas afirmaram que não há indícios de invasão aos sistemas estratégicos brasileiros pelos EUA, mas a investigação continua. (Págs. 1 e 23)

Digital & Mídia: Privacidade tem custo

Qualquer usuário pode se prevenir contra espionagem de dados, mas as ferramentas mais eficientes, como as que criptografam mensagens, são caras. (Págs. 1 e 18)

Absolvição nos EUA reabre a ferida racial

Manifestante em Nova York segura cartazes com a foto de Trayvon Martin, jovem negro morto em 2012 pelo ex-vigia branco George Zimmerman. A sua absolvição gerou protestos em várias cidades, o apelo do presidente Obama por calma e o temor de que a indignação se espalhe pelo país. (Págs. 1 e 22)

A lente afiada de Sérgio Bianchi

Cineasta fala de sua descrença no Brasil exposta em novo filme, para o qual rodou cenas de protestos há um ano, antes que as atuais manifestações no país se anunciassem.(Págs. 1 e Segundo Caderno)

Ciência: Turismo perde bilhões em parques

As Cataratas do Iguaçu estão entre as atrações mais visitadas do país, mas poderiam gerar mais lucros. (Págs. 1 e 24)

Protestos e tropa de choque no casamento de neta de Barata (Págs. 1 e 6)
————————————————————————————

  • O Estado de S. Paulo

Manchete: Gasto do governo sobe e chega a R$ 1 trilhão

Mesmo com investimento estagnado, despesas crescem 6,6% acima da inflação no lº semestre

As despesas do governo cresceram 6,6% acima da inflação no primeiro semestre em comparação ao mesmo período do ano passado. Com esta alta, os desembolsos romperam a barreira de R$ 1 trilhão pela primeira vez. A evolução das despesas mostra que o governo terá dificuldade em concretizar o corte de R$ 10 bilhões a R$ 15 bilhões, cujo anúncio é prometido para esta semana. A ordem é preservar investimentos e programas sociais e cortar gastos de custeio da máquina pública. Na prática, os investimentos estão estagnados e as demais despesas estão subindo. Os gastos com subsídios ao programa habitacional Minha Casa, Minha Vida cresceram 25,3%. As despesas crescem também puxadas pelo aumento do salário mínimo, que influencia os gastos com aposentadorias, pensões e benefícios assistenciais a idosos e deficientes físicos de baixa renda. Não há como impedir o crescimento deste conjunto de despesas. Por isso, diz o economista-chefe da corretora Tullett Prebon, Fernando Montero, os gastos federais vão crescer este ano, apesar do anúncio de corte de despesas que será feito pelo governo. (

R$15 bi é o valor máximo do corte planejado pelo governo. Págs. 1 e Economia B1)

Negócios: BNDES facilita pagamentos de Eike

Documentos obtidos pelo Estado mostram que o BNDES adiou prazos de pagamento às vésperas do vencimento de empréstimos e relaxou exigências técnicas para o grupo de Eike Batista. (Págs. 1 e Economia B7)

Cartel de trens deve ressarcir SP, diz corregedoria do Estado

A Corregedoria-Geral da Administração do governo do Estado de São Paulo afirmou ontem que pedirá ressarcimento de perdas e punição dos envolvidos caso seja comprovado que multinacionais formaram cartel para licitações do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. A suspeita é que as empresas se reuniam para combinar os resultados das licitações, o que acarretava em preços de 10% a 20% maiores. A multinacional alemã Siemens delatou o cartel, do qual fez parte, envolvendo as empresas Bombardier, CAF, Mitsul e Alstom. (Págs. 1 e Metrópole A13)

Perda de apoio na periferia paulistana preocupa o PT

A onda de descrédito que se voltou contra todos os partidos e políticos nas manifestações de junho afetou um dos mais importantes redutos eleitorais do PT no País: a periferia de São Paulo. Pesquisas internas realizadas entre o início de maio e o fim de junho sinalizam uma queda abrupta da preferência do eleitorado pelo PT em toda a capital: de 34% para 22%. O mais preocupante, porém, é que a queda não poupou a periferia. Ali, onde a preferência petista sempre se mantém acima da média, a pesquisa de junho apontou um índice em torno de 23%. (Págs. 1 e Política A4)

Fotolegenda: Obama pede calma

Flórida registra protestos após júri absolver branco que matou garoto negro. Obama pede reflexão. (Págs. 1 e Metrópole A9)

Só um terço das multas é cobrado

Dados do Dnit obtidos pelo ESTADO por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que só um terço das infrações registradas por radares das rodovias federais no último ano se converteu em multas e chegou aos condutores. (Págs. 1 e Metrópole A12)

Planalto se prepara para mais manifestações (Págs. 1 e Política A4)
Defesa faz pressão por satélite militar (Págs. 1 e Internacional A9)

Acordei nostálgica, presidente. O seu governo encolheu e seus ex-colegas de Harvard hoje pedem o perdão presidencial para Edward Snowden. (Págs. 1 e Caderno 2, C8)

Embora o general tenha deixado o poder em 1990, tanto a campanha de Bachelet quanto a de Longueira discutem legado da ditadura no Chile. (Págs. 1 e Visão Global A10)

Notas & Informações

Agronegócio competitivo

O agronegócio brasileiro continua a registrar notável crescimento de suas exportações. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

  • Correio Braziliense

Manchete: Comoção em Sobradinho

Um domingo para chorar e dar adeus aos 11 mortos da tragédia da MG-259. Por volta das 21h, 10 corpos chegaram ao ginásio de esportes da cidade. Foram recebidos por parentes, amigos e vizinhos emocionados. A 11ª vítima foi Francisca Nunes dos Santos, que não resistiu aos ferimentos e faleceu, ontem, em Governador Valadares (MG). Os enterros estão previstos para hoje, logo após uma cerimônia religiosa, às 9h (inicialmente prevista para as 14h). Três feridos ainda estão hospitalizados, um em estado grave. Missionários teriam escolhido a empresa por falta de opção, pois a que eles utilizavam não tinha mais veículos disponíveis. O excesso de peso e problemas de freio no ônibus estão entre as supostas causas do acidente. (Págs. 1 e 17 a 19)

Transporte público: Empresas jogam multas no lixo

Em um ano, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aplicou 1.563 autos de infração contra companhias de ônibus do DF e do Entorno. Desses, apenas três foram pagos. Empresários preferem deixar que a cobrança siga para a Dívida Ativa. Descaso ocorre também em outras metrópoles. (Págs. 1 e 6)

Pagamento de auxílio-moradia a procuradores é questionado (Págs. 1 e 4)

Um cargo sob suspeita no Palácio do Planalto (Págs. 1 e 7)

Peregrinos no DF

Religiosos de nove paróquias abrigarão cerca de 450 estrangeiros que vieram ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude. Grupo de equatorianos foi o primeiro a chegar a Brasília. (Págs. 1 e 26)

————————————————————————————

  • Valor Econômico

Manchete: ‘Velha’ fronteira lidera em desenvolvimento rural

Os municípios da região Centro-Oeste que se tornaram importantes polos agrícolas nas últimas décadas são os que apresentam os maiores índices de desenvolvimento rural do país, segundo estudo inédito recém-concluído pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), a pedido da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Oito municípios da “velha” fronteira agrícola do Centro-Oeste despontaram entre os dez que obtiveram os melhores índices de desenvolvimento rural do país. Os outros são Uberaba (MG) e Telêmaco Borba (PR), na sexta e na décima posições no ranking, respectivamente. (Págs. 1 e B12)

Muda regime de concessão para ônibus

Sob pressão das empresas, o governo suspendeu o processo de licitação dos serviços de ônibus interestaduais de passageiros, que vinha sendo preparada desde 2008. A nova decisão do Ministério dos Transportes e da Casa Civil é permitir que as empresas de ônibus explorem diretamente as linhas por um regime de autorizações, à semelhança do que já ocorre no setor aéreo.

A decisão do governo ocorreu em meio à investida da Justiça que determinou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que lançasse a licitação das linhas de ônibus. A sentença judicial veio para acirrar ainda mais os ânimos do setor. Além da missão de contestar a ordem da Justiça, o governo terá que mudar lei que exige licitação para poder viabilizar o regime de autorizações idealizado. A alteração deverá ocorrer, em breve, por medida provisória. (Págs. 1 e A4)

BDR brilha em meio à queda das ações

Sem perspectiva de recuperação firme da bolsa brasileira, o olhar do investidor brasileiro está mais do que nunca voltado para fora. O investimento em Brazilian Depositary Receipts (BDRs), recibos de ações de companhias estrangeiras negociados no Brasil, tem sido uma opção para aqueles que querem aproveitar o desempenho mais favorável do mercado americano. O volume negociado de BDRs não patrocinados – aqueles listados por instituições financeiras e não pela companhia emissora – nos primeiros seis meses do ano já equivale a quase o dobro do movimentado em 2012 – R$ 388,9 milhões, com alta 90,4%.

Em parte beneficiado pelo câmbio mais depreciado, o índice BDRX, que mede o comportamento dos recibos na bolsa local, subiu 23% no semestre, diante de uma queda de 22,1% no índice da Bovespa. Gestoras de recursos e estrangeiros são os que mais negociam com os papéis. Das dez empresas mais negociadas, com quase 61% do total do semestre, seis são do setor de tecnologia, no qual se destacam IBM, Apple e Google. (Págs. 1 e D1)

Dólar complica a expansão da Bic no Brasil

O dólar é a maior preocupação para a Bic no Brasil. A multinacional francesa projeta aumentar o faturamento no país este ano entre 5% e 6% sobre os R$ 801 milhões de 2012, mas para isso vai ter que compensar a elevação dos gastos com matéria-prima importada – a maior parte, plástico e metal, é dolarizada. Pelas projeções da empresa, os volumes devem ficar estáveis, o que torna mais desafiadora a meta de alcançar R$ 1 bilhão em vendas em 2016 / 2017.

Fechar essa conta é a primeira meta do novo presidente da Bic no país, o brasileiro Fernando Moller, que substitui o uruguaio Horacio Balsero. A empresa está investindo na ampliação do portfólio, com produtos com maior valor agregado, que ajudam a elevar a receita. (Pág. 1 e B3)

Regras de Procon nas licitações

O governo vai incluir regras para garantir a qualidade no atendimento ao consumidor nos próximos editais de prestação e concessão de serviços públicos nos setores de aviação civil, energia elétrica, telecomunicações, saúde e obras de infraestrutura, como rodovias, a serem lançados a partir de agosto. O objetivo é combater a má qualidade no serviço público, uma das reivindicações que levou milhares de pessoas às ruas nos protestos de junho e nas últimas semanas.

Para fixar os critérios dos novos editais foi instalado o Comitê Técnico de Consumo e Regulação, que definiu alguns princípios: “Para disputar licitações, empresas vão ter que calcular o custo para que ônibus ou trens passem a cada dez minutos”, exemplificou Juliana Pereira, secretária nacional de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça. Ela será a coordenadora do comitê. “Os países desenvolvidos chegaram a um bom nível de atendimento à população por meio de exigências às empresas que prestam serviços públicos”. (Págs. 1 e A5)

Pechinchas voltam a atrair investidores

As vendas generalizadas de ativos nos mercados emergentes estão estimulando alguns investidores a voltarem em busca de ações, títulos de dívida e moedas baratos. Mas elas também fazem com que esses caçadores de pechinchas sejam muito mais cuidadosos que no passado.

Mercados do Brasil à China vêm caindo desde meados de maio diante da crescente expectativa de que o Federal Reserve, o banco central americano, está se preparando para encerrar seu programa de compra de títulos. Isso poderia acabar com o fluxo de dinheiro fácil para os mercados emergentes, num momento em que as perspectivas de crescimento de alguns deles começam a piorar. (Págs. 1 e B9)

O retorno do empréstimo sindicalizado

Os empréstimos sindicalizados, preteridos nos tempos de farta liquidez internacional, começam a reaparecer. Com a piora nas condições de captação no mercado de renda fixa, companhias brasileiras voltaram a recorrer a essa modalidade de financiamento. Foi o que fizeram Vale e Itaú BBA nos últimos dias. A mineradora contratou linha de crédito rotativo de US$ 2 bilhões, que ficará disponível para saque por cinco anos. O Itaú BBA captou US$ 1,5 bilhão com prazo de até quatro anos. Preparam operações desse tipo a petroquímica Braskem (US$ 210 milhões), a Nidera Sementes e a cooperativa agrícola CHS (US$ 250 milhões). A principal explicação é que o mercado internacional de bônus está fechado. (Págs. 1 e C1)

Emprego melhora nos Estados Unidos, mas ainda está longe do nível pré-crise (Págs. 1 e A11)
Governo quer mais consumo, mas chineses preferem poupar (Págs. 1 e A10)

Câmaras de vídeo na fronteira

O governo Dilma Rousseff quer controlar a faixa de fronteira do Brasil com câmeras de vídeo. O programa prevê o monitoramento de vias públicas de 60 municípios e investimentos de R$ 29,4 milhões. (Págs. 1 e A2)

Debate sobre Internet

O Itamaraty vê uma oportunidade na crise causadas pela denúncia de espionagem pelos EUA Quer aproveitar o episódio para tentar levar o Brasil à liderança das discussões globais sobre a regulamentação de um marco legal para a internet. (Págs. 1 e A3)

MP de Dilma

A presidente Dilma Rousseff demonstra mais dificuldade do que seus antecessores para converter em lei as medidas provisórias encaminhadas para apreciação de senadores e deputados do que seus dois antecessores. (Págs. 1 e A6)

Baixo retorno das aéreas

Estudo da McKinsey para a Associação Internacional do Transporte Aéreo (lata) indica que o grupo das 61 maiores companhias aéreas do mundo apresentou entre 2004 e 2011 a menor taxa média de retorno a donos de ações entre 29 setores. (Págs. 1 e B3)

Operador ferroviário

A ANTT pretende ter pronta até o fim do ano a regulamentação sobre o operador ferroviário. A medida é aguardada com expectativa pelos usuários de ferrovias, que temem ter sua posição fragilizada com as novas concessões ferroviárias. (Págs. 1 e B6)

Carros sem rastreadores

A instalação obrigatória de rastreadores antifurto em veículos foi adiada pela nona vez. Wayne Alves, da Kostal, que vai produzir os rastreadores em São Bernardo do Campo, conta que a falta de veículos disponíveis para testes prejudicou o andamento na etapa final do programa. (Págs. 1 e B8)

Comercialização de etanol

Apesar de as vendas de etanol hidratado terem crescido em junho entre as distribuidoras associadas do Sindicom, a comercialização do biocombustível a partir das usinas se manteve estagnada. (Págs. 1 e B11)

Arbitragem em reais

O real ainda oferece o maior rendimento entre as principais divisas que são alvo de operações de arbitragem de taxa de juros, mas a tendência é de os investidores ficarem em dúvida sobre aplicar recursos na moeda brasileira. (Págs. 1 e C2)

Cide sobre royalties

Empresas conseguiram sentenças judiciais que permitem a retirada do Imposto de Renda do cálculo da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico sobre remessa de royalties ao exterior. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Luiz Carlos Mendonça de Barros
Mudança na política monetária americana marcará início da volta a um período em que o crescimento era o padrão. (Págs. 1 e A13)

Dani Rodrik
Políticas verdes para a produção com subsídio doméstico são menos nocivas que as que fecham mercado aos importados. (Págs. 1 e A13)

————————————————————————————

  • Estado de Minas

Manchete: Perigosa corrida pela saúde

Pacientes que buscam serviço médico em BH se expõem a riscos nas estradas

A morte de quatro ocupantes de uma Kombi incendiada no início do mês na BR-381 chamou a atenção para o perigo que correm milhares de pacientes que vêm do interior para tratamento médico em BH. O veículo, com oito passageiros, voltava a Poços de Caldas, no Sul de Minas, e pegou fogo depois de um engavetamento na rodovia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 4,4 mil pessoas chegam do interior diariamente para consultas e exames especializados, o que representa 40% dos 11,2 mil atendimentos na capital. Elas viajam distâncias de até 800 quilômetros em ambulâncias de prefeituras ou em vans alugadas, com ou sem licença para esse tipo de serviço. Não há estatísticas de acidentes com carros de transporte de pacientes no estado, mas, segundo levantamento do Estado de Minas, que acompanhou grupo de viajantes até Conselheiro Lafaiete, houve este ano 11 mortos e 26 feridos, em cinco desastres. (Págs. 1, 17 e 18)

Infraestrutura: Os 20 anos da lei dos atrasos

Os intocáveis 303 quilômetros da BR-381 entre BH e Governador Valadares, que matam milhares de pessoas todos os anos, são exemplo dos entraves nos processos de licitação ou adiamento de projetos de interesse público. Culpa é da Lei 8.666/1993 e já há consenso no Congresso para modificá-la. (Págs. 1 e 4)

Crédito rural: Caixa libera R$ 3,7 bilhões para financiar produtores (Págs. 1 e 11)
————————————————————————————

  • Jornal do Commercio

Manchete: Trânsito ainda mais complicado no Recife

Hoje é o primeiro dia útil após a interdição parcial da Real da Torre para obras do Túnel da Abolição. Expectativa é de muito engarrafamento na capital e Zona Oeste do Grande Recife. (Págs. 1 e 9)

Oposição quer detalhes sobre voos de Eduardo

Viagens do governador custaram mais de R$ 5 milhões em 18 meses. Gastos foram divulgados na coluna JC Negócios. (Págs. 1 e 3)

Gasto público: Despesas do governo federal já superaram R$ 1 trilhão este ano (Págs. 1 e 7)
————————————————————————————

  • Zero Hora

Manchete: Preço do leite sobe 17,5% após fraude

Levantamento de ZH mostra que litro aumentou de R$ 2,11 para R$ 2,48, desde maio, quando foi descoberta a adulteração do produto no RS, até sexta-feira. (Págs. 1 e 16)

Sindicância: Procempa teve desvio de R$ 3 mi

Resultado de apuração entregue ao prefeito da Capital levará a processo contra servidores. (Págs. 1 e 6)

Repórter na saúde: Reforço médico ajuda a diminuir espera

Posto da Capital conseguiu melhorar atendimento ao aumentar equipe para Operação Inverno. (Págs. 1 e 26)

Bebida ao volante: Decisão judicial abre brecha na Lei Seca

Além do bafômetro, TJ exige outras provas para condenar motorista que ingeriu álcool. (Págs. 1, 4 e 5)
Santa Maria: MP divulga conclusão de inquérito civil sobre boate Kiss

Ação contra servidores públicos pode resultar em perda de cargo. (Págs. 1 e 28)

————————————————————————————

  • Brasil Econômico

Manchete: “Os manifestantes jovens são ingênuos, mas espertos jovens”

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, ainda tenta entender a onda de protestos que tomou as cidades brasileiras em junho. Ele recebeu o Brasil Econômico na Prefeitura, que ainda não repôs completamente os vidros quebrados, e atribuiu os protestos a um segmento da sociedade e uma conjunção de fatores econômicos e políticos. Haddad acredita que os jovens podem voltar às ruas, mas de forma fragmentada. (Págs. 1 e 6 a 9)

‘Mais Médicos’ já tem 167 emendas de parlamentares

O número deve ser ainda maior, já que termina hoje o prazo para que deputados e senadores apresentem propostas de mudança na medida provisória enviada pelo governo. (Págs. 1 e 3)

Eike terá dificuldade para vender Glória a redes hoteleiras

Especialistas dizem que obras no hotel carioca, agora interrompidas, deveriam atender desde o início aos padrões das bandeiras internacionais, potenciais compradores. (Págs. 1, 12 e 13)

Bolsas: Fundos de índices perdem investidores e 117 encerram atividade este ano (Págs. 1 e 18)
Franquia: Ambev aposta agora no Rio de Janeiro, com modelo de negócio mais acessível (Págs. 1 e 14)

Mercado como é

Reservas são uma espécie de seguro: existem, mas não devem ser usadas. (Págs. 1 e 20)

Informe NY: Projeto para Imigração aprovado nos EUA dá prioridade à segurança nas fronteiras (Págs. 1 e 28)

Aqui você fica por dentro o que acontece no Brasil e no mundo, celebridades, famoso que morreu ou faleceu na data de hoje, política, quem é o corrupto e ladrão do momento, crise econômica, qual partido que mais rouba, o próximo a ir pra cadeia, dinheiro sujo, charges e curiosidades.

    JORNAL HOJE TERçA 15/11/2016

    Veja as principais noticias do brasil e do mundo tudo aqui no melhor canal de noticias do youtube !!! veja tudo oque esta acontecendo em brasília , e muito ... JORNAL HOJE TERçA 15/11/2016 Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

    JORNAL HOJE COMPLETO! SáBADO 15/10/2016

    Veja as principais noticias do brasil e do mundo tudo aqui no melhor canal de noticias do youtube !!! se inscreva e nÃo perca ... JORNAL HOJE COMPLETO! SáBADO 15/10/2016 Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

    ASSISTA AO JORNAL DA RECORD COMPLETO DESTA SEXTA-FEIRA (24)

    Fique por dentro das principais notícias do dia com a apresentação de adriana araújo e celso freitas. ASSISTA AO JORNAL DA RECORD COMPLETO DESTA SEXTA-FEIRA (24) Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

    JORNAL NACIONAL TERçA 15/11/2016

    Veja as principais noticias do brasil e do mundo tudo aqui no melhor canal de noticias do youtube !! se inscreva ... JORNAL NACIONAL TERçA 15/11/2016 Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

    RBS NOTICIAS ESTUPRO NA TV JORNAL HOJE GLOBO

    Dois pesos. duas medidas. dois casos de estupro em santa catarina e o grupo rbs distribui notas em um caso e materia nacional da rede globo em outro. RBS NOTICIAS ESTUPRO NA TV JORNAL HOJE GLOBO Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016

    Tudo sobre Notícias dos jornais hoje, 15 de julho 2016, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Não deixe de ver isso

roberto-carlos-2018

Roberto Carlos criticou Sérgio Moro e operação Lava-Jato, é notícia falsa segundo assessoria

Circula nas redes sociais, especialmente no Facebook  a informação que Roberto Carlos teria criticado Sérgio Moro e a operação Lava-Jato.