Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

Home » Automoveis » Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

Nova geração ficou com visual clássico e agradou, interior também mudou.

O estilo foi repaginado, mantendo a identidade do modelo, e pode não agradar a todos. Mecanicamente, há mais refinamento neste inglês de alma alemã, com um interior melhor acabado e novas opções de equipamentos. Posteriormente, como de praxe, ele ganhará versões como a esportiva John Cooper Works (JCW), além de variações como a conversível.

mini-cooper-2014-cores

O que mais chama atenção nos Mini ainda é o design. Nesta linhagem, o hatch mantém itens que o consagraram, como os faróis elípticos, as colunas e o teto em tom diferente, os retrovisores ovais, as caixas de roda marcadas com plásticos sem pintura e o capô que envolve para-lamas e conjuntos ópticos. No entanto, há inovações, como o círculo composto de LED nas luzes dianteiras e o para-brisa mais avançado.

Há pontos polêmicos neste novo Mini. Na dianteira, por exemplo, a tomada de ar rebuscada do Cooper S dá uma poluída no conjunto, principalmente com o “peso” da grade acima. Atrás, o mesmo ocorre com as saídas de escape e o aplique inferior do para-choque. As lanternas maiores tentam evocar mais requinte junto com o efeito 3D dos LEDs que as compõem. No entanto, há ainda o que se acostumar, no mesmo “choque” que se teve da primeira para a segunda gerações modernas.

mini-cooper-2014-interior

O interior muda mais que o exterior nesta geração. O velocímetro central sai de cena, passando a ocupar o mostrador principal atrás do volante. Apesar disso, o aro continua ali, acima do console. Os botões imitando aviões continuam em aplicação, assim como o volante com miolo circular. Os materiais de revestimento parecem melhores e há novidades como o ar condicionado de duas zonas, enfim oferecido no compacto, o projetor de dados no para-brisa (HUD) e o sistema multimídia iDrive, devidamente adaptado da BMW para a Mini. A ergonomia ganha com os botões dos vidros elétricos passando para as portas. Já a lista de equipamentos destaca o auxílio de estacionamento (Park Assist), o controle de velocidade ativo, o leitor de sinais de tráfego, a frenagem automática com detector de objetos e pedestres, entre outros.

No que diz respeito à mecânica, o Cooper revisto traz importantes novidades. Uma delas é a plataforma modular UKL1, nova arquitetura de tração dianteira do Grupo BMW que deve ser estendida ao Série 1. Ela permitiu aumentar as medidas do modelo, que agora tem 3,82 metros de comprimento e leva 211 litros no porta-malas (antes eram 160L). O monobloco tem aço de alta resistência, a fim de reduzir o peso, tornando-o o mais leve da “era moderna” da Mini.

mini-cooper-2015-04.preview

A suspensão mantém os sistemas anteriores: McPherson na dianteira e multi-link atrás. Os amortecedores podem ser ajustados com diferentes cargas de resposta. Já a direção, assistida eletricamente, possui uma espécie de “sensor de compensação”, para evitar perda de controle em acelerações mais fortes, por exemplo. Para completar, o controle de estabilidade (ESP) emula um diferencial autoblocante, reduzindo as perdas de tração.

A gama de motores terá três opções. Na versão Cooper, o hatch adota um inédito 1.5 de três cilindros, que aos poucos sucederá o 1.6 de quatro cilindros desenvolvido em parceria entre PSA e BMW. O propulsor entrega 138 cv e 22,4 kgfm (1.250 rpm), com aumento para 23,5 kgfm com a função “overboost”. Dados oficiais apontam para um 0 a 100 km/h realizado em 7,9 segundos, com final de 210 km/h e consumo homologado em 22 km/L. Futuramente, terá uma variação menos forte, para o acabamento de entrada One.

O Cooper S adotará um quatro-cilindros de capacidade cúbica não revelada, mas capaz de gerar 192 cv (4.700 rpm). O torque fica em 28,6 kgfm (1.250 rpm), subindo para 30,6 com o overboost. Como o irmão menor, há turbo (direto no coletor de escape), injeção direta e comando variável de válvulas. A Mini fala em 0-100 km/h cumprido em 6,8 segundos, com máxima de 235 km/h e médias de 17 km/L.

Lançamentos de carros nacionais e importados, seguros, preços, avaliação, cores, teste e informações técnicas, qual o consumo do veículo, como fazer o financiamento, o que muda em 2017 e qual automóvel vai sair de linha.

    BENê GOMES CONFERIU A TERCEIRA GERAçãO DO MINI COOPER

    Modelo inglês tem dois novos motores: 1.5 e 2.0 twinpower turbo. BENê GOMES CONFERIU A TERCEIRA GERAçãO DO MINI COOPER Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

    AVALIAçãO MINI COOPER S TOP | CANAL TOP SPEED

    Para saber mais informações deste modelo, como especificações técnicas, preço das versões, revisões e seguro acesse o link: ... AVALIAçãO MINI COOPER S TOP | CANAL TOP SPEED Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

    NEW MINI COOPER S - INTERIOR - 2015

    A terceira geração do mini cooper moderno recentemente fez sua estréia, mas até agora apenas em seu três portas hardtop bodystyle. ainda há muitas ... NEW MINI COOPER S - INTERIOR - 2015 Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

    Q&A #3 PERGUNTAS E RESPOSTAS - VíDEO MINI COOPER S 2015

    Quadro de perguntas e respostas, terceira edição referente ao vídeo do mini cooper. para quem ainda não assistiu o vídeo: ... Q&A #3 PERGUNTAS E RESPOSTAS - VíDEO MINI COOPER S 2015 Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

    NOVO MINI COOPER CABRIO - DETALHES - NOTICIASAUTOMOTIVAS.COM.BR

    Http://www.noticiasautomotivas.com.br/ NOVO MINI COOPER CABRIO - DETALHES - NOTICIASAUTOMOTIVAS.COM.BR Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico

    Tudo sobre Mini Cooper em sua terceira geração fica com visual mais clássico, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Não deixe de ver isso

img_6273.jpg

Fusion Hybrid x Jeep Compass Diesel 2017: combinam economia e requinte

  A segunda geração do Compass, lançado recentemente, chega para concorrer diretamente com o Hyundai ix35. Sua versão a diesel, no.