NovasdoDia » Android » Microsoft Office para Android: app agora é grátis

Microsoft Office para Android: app agora é grátis

Estai uma boa notícia, e até meio estranha, pois como todos sabem, a Microsoft é a empresa mais capitalista do planeta. O aplicativo Microsoft Office para Android já está disponível para download gratuito, e não exige mais uma conta do Office 365.

O uso do aplicativo Office para Android exigia, até agora, a abertura de uma conta do Office 365, ou seja, ter uma assinatura paga: essa restrição foi removida pela Microsoft, no caso do uso privado.

Os usuários poderão acessar documentos criados através dos aplicativos da suíte de escritório (Word, Excel e PowerPoint)simplesmente usando uma conta gratuita da Microsoft.

Esta abertura completa o uso do espaço de armazenamento OneDrive e dos Office Web Apps no PC: através do seu smartphone, os usuários podem consultar e editar documentos, abrir anexos com documentos do Office. Para uma melhor visualização, eles também poderão contar com o apoio de diagramas, animações, gráficos SmartArt e formas.

Um plano de assinatura365 necessário para o uso profissional. Note-se que uma assinatura para o Office 365 é necessária para poder criar, editar e salvar documentos para uso profissional (compatibilidade com Sharepoint e OneDrive Company). Os planos de assinatura elegíveis incluem Office 365 Pequena Empresa Premium, Office 365 Média Empresa, Office 365 Empresa E3 e E4, Office 365 para Educação A3 e A4 para profesores e Office 365 ProPlus.

Android KitKat é mais estável que iOS

A Crittercism, empresa que mede a performance de aplicações móveis, publicou seu “Relatório de benchmark de experiência móvel”, que mede a performance de aplicações em vários dispositivos, sistemas operacionais e redes em todo o mundo. De acordo com o estudo, existem 2.582 dispositivos, 106 sistemas operacionais diferentes e 691 operadores de rede que os desenvolvedores precisam considerar. Juntos, eles criam um escalonamento 100 milhões de combinações possíveis. A empresa, então, examinou dados de seus 1 bilhão de usuários ativos mensais e dezenas de milhares de aplicativos para encontrar os pontos fracos. E os resultados foram surpreendentes.

Como os diversos sistemas operacionais foram avaliados? De acordo com dados da Crittercism, o sistema operacional Android 2.3 Gingerbread, do Google, tem a maior taxa de falha no tempo total de atividade, alcançando 1,7%. É mais do que o dobro da propensão a falhas apresentadas pelas versões Ice Cream Sandwich, Jelly Bean e KitKat do sistema operacional do Google, que têm taxas de falha de 0,7%.

Estes três últimos sistemas são mais estáveis ​​do que o iOS da Apple. Segundo a pesquisa, a versão do iOS com melhor desempenho é a mais recente, o iOS 7.1, que tem uma taxa de falha de 1,6%. Ele oferece desempenho melhor que o iOS 7.0 (2,1%), e iOS 5 (2,5%).

A Crittercism afirma que as versões de smartphones desses sistemas operacionais são muito mais estáveis ​​do que nos tablets, já que os aplicativos nestes dispositivos são muito mais propensos a falhas. O iPhone 5 é o dispositivo da Apple mais estável, enquanto a Samsung possui os dispositivos Android mais estáveis, indica o estudo.

Com uma taxa de falha de 4,4%, os jogos são os aplicativos com maior probabilidade de apresentar problemas. O uso intenso de gráficos, vídeo e áudio automaticamente aumenta a instabilidade de um aplicativo e, por isso, os games podem ser motivo de dor de cabeça para os usuários. Os app de e-commerce, por outro lado, são os mais estáveis, apresentando uma taxa de falhas de apenas 0,4%. Esta é uma boa notícia, já que seu tempo de inatividade é mais caro para as empresas que os desenvolvem.

A geografia também desempenha um papel no sucesso de um aplicativo, graças à capacidade de resposta das redes em várias regiões. A Crittercism definiu os Estados Unidos como o ponto de referência para medir o tempo de resposta. Assim, um aplicativo que leva um segundo para responder na rede dos EUA levaria 0,8 segundo de tempo de resposta no Canadá e 0,9 segundos no Japão.

Estas são as duas únicas regiões que superaram os EUA em tempos de resposta de aplicativo na rede. A performance na rede da China, Austrália e Europa também é rápida, com tempos de resposta rede relativos a 1,1s, 1,2s e 1,2 vezes a taxa dos EUA. Os tempos de resposta começam a aumentar no Oriente Médio, Sudeste Asiático e África, cerca de 1,5, 1,6 e 1,9 vezes, respectivamente, em comparação com os EUA. Onde é o pior tempo de resposta? Na Índia, com tempo 2,1 vezes maior que o visto nos EUA.

A Crittercism concluiu que 47% dos aplicativos não possuem um tempo de atividade competitivo. Isso significa que quase metade de todos os aplicativos falham mais do que 1% das vezes quando estão sendo usados. Um terço dos aplicativos apresenta uma taxa de falhas de mais de 2%. Esses problemas representam uma perda de receita móvel para as empresas que monetizam seus aplicativos por meio de publicidade e outros métodos.

Dois fatores determinam o sucesso ou fracasso de um aplicativo: o tempo de atividade e capacidade de resposta. Infelizmente, para os desenvolvedores, alguns desses fatores estão completamente fora de controle. E para ganhar tração com usuários, eles precisam certificar que seus aplicativos tem queda de apenas 1% no tempo de atividade e gaste 1 segundo ou menos para responder a um comando de entrada. O quão difícil é alcançar isso? De acordo com um estudo divulgado recentemente, não é uma tarefa fácil.

A Crittercism, empresa que mede a performance de aplicações móveis, publicou seu “Relatório de benchmark de experiência móvel”, que mede a performance de aplicações em vários dispositivos, sistemas operacionais e redes em todo o mundo. De acordo com o estudo, existem 2.582 dispositivos, 106 sistemas operacionais diferentes e 691 operadores de rede que os desenvolvedores precisam considerar. Juntos, eles criam um escalonamento 100 milhões de combinações possíveis. A empresa, então, examinou dados de seus 1 bilhão de usuários ativos mensais e dezenas de milhares de aplicativos para encontrar os pontos fracos. E os resultados foram surpreendentes.

Como os diversos sistemas operacionais foram avaliados? De acordo com dados da Crittercism, o sistema operacional Android 2.3 Gingerbread, do Google, tem a maior taxa de falha no tempo total de atividade, alcançando 1,7%. É mais do que o dobro da propensão a falhas apresentadas pelas versões Ice Cream Sandwich, Jelly Bean e KitKat do sistema operacional do Google, que têm taxas de falha de 0,7%.

Estes três últimos sistemas são mais estáveis ​​do que o iOS da Apple. Segundo a pesquisa, a versão do iOS com melhor desempenho é a mais recente, o iOS 7.1, que tem uma taxa de falha de 1,6%. Ele oferece desempenho melhor que o iOS 7.0 (2,1%), e iOS 5 (2,5%).

A Crittercism afirma que as versões de smartphones desses sistemas operacionais são muito mais estáveis ​​do que nos tablets, já que os aplicativos nestes dispositivos são muito mais propensos a falhas. O iPhone 5 é o dispositivo da Apple mais estável, enquanto a Samsung possui os dispositivos Android mais estáveis, indica o estudo.

Com uma taxa de falha de 4,4%, os jogos são os aplicativos com maior probabilidade de apresentar problemas. O uso intenso de gráficos, vídeo e áudio automaticamente aumenta a instabilidade de um aplicativo e, por isso, os games podem ser motivo de dor de cabeça para os usuários. Os app de e-commerce, por outro lado, são os mais estáveis, apresentando uma taxa de falhas de apenas 0,4%. Esta é uma boa notícia, já que seu tempo de inatividade é mais caro para as empresas que os desenvolvem.

A geografia também desempenha um papel no sucesso de um aplicativo, graças à capacidade de resposta das redes em várias regiões. A Crittercism definiu os Estados Unidos como o ponto de referência para medir o tempo de resposta. Assim, um aplicativo que leva um segundo para responder na rede dos EUA levaria 0,8 segundo de tempo de resposta no Canadá e 0,9 segundos no Japão.

Estas são as duas únicas regiões que superaram os EUA em tempos de resposta de aplicativo na rede. A performance na rede da China, Austrália e Europa também é rápida, com tempos de resposta rede relativos a 1,1s, 1,2s e 1,2 vezes a taxa dos EUA. Os tempos de resposta começam a aumentar no Oriente Médio, Sudeste Asiático e África, cerca de 1,5, 1,6 e 1,9 vezes, respectivamente, em comparação com os EUA. Onde é o pior tempo de resposta? Na Índia, com tempo 2,1 vezes maior que o visto nos EUA.

A Crittercism concluiu que 47% dos aplicativos não possuem um tempo de atividade competitivo. Isso significa que quase metade de todos os aplicativos falham mais do que 1% das vezes quando estão sendo usados. Um terço dos aplicativos apresenta uma taxa de falhas de mais de 2%. Esses problemas representam uma perda de receita móvel para as empresas que monetizam seus aplicativos por meio de publicidade e outros métodos.


Tudo sobre o sistema operacional do Google, as melhores marcas, Samsung, LG, Motorola, apps e jogos para download grátis.

    MICROSOFT OFFICE FOR ANDROID TABLETS QUICK LOOK!

    Join us as we delve into the newly relesed microsoft office for android tablets. it comes in three separate apps: word, excel, and powerpoint. microsoft word ... MICROSOFT OFFICE FOR ANDROID TABLETS QUICK LOOK! Microsoft Office para Android app agora é grátis

    TUTORIAL - TENHA O MICROSOFT OFFICE NO ANDROID!

    Clique em gostei, favorite e compartilhe o nosso vídeo. depois disso, leia a descrição do vídeo abaixo: informações do vídeo ... TUTORIAL - TENHA O MICROSOFT OFFICE NO ANDROID! Microsoft Office para Android app agora é grátis

    MICROSOFT OFFICE FOR ANDROID REVIEW

    A big announcement last week rendered microsoft office free to use on android. with such a big name becoming free, we thought it was time to take a closer ... MICROSOFT OFFICE FOR ANDROID REVIEW Microsoft Office para Android app agora é grátis

    Tudo sobre Microsoft Office para Android app agora é grátis, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *