Jeep Renegade Longitude 4×4 Diesel 2016

Home » Automoveis » Jeep Renegade Longitude 4×4 Diesel 2016

reneage

Uma versão Longitude 4×4, a diesel, do Jeep Renegade, equipado com um 2.0, de 170 cv, e câmbio automático de nove marchas. Tem preço sugerido de R$ 109.900, valor que sobe para R$ 116.900 na Trailkawk. A riquesa de detalhes, a força do motor e a valentia em trechos de terra estão entre os destaques.

Quais são as principais novidades?

É o único SUV compacto fabricado no Brasil com motor a diesel, câmbio automático de nove marchas e tração 4×4 com reduzida. Os principais rivais feitos aqui são encontrados apenas flex ou movidos apenas a gasolina.

Quando começou a ser vendido?

Chegou às lojas no dia 10 de abril. Primeiramente, estão sendo oferecidas as seguintes versões:  Sport 1.8 MT  (R$ 69.900) Sport 1.8 AT ( R$ 75.900), Longitude 1.8 AT  (R$ 80.900) Sport 2.0 AT9  (R$ 99.900), Longitude 2.0 AT9 (R$ 109.900) e Trailhawk 2.0 AT9  (R$ 116.900). A partir do mês que vem, também estará disponível a versão básica,  de R$ 66.900, além da Limited, que, entre outras novidades, deverá contar com grade totalmente cromada, como no modelo americano.

O que é de série e opcional?

A lista de  itens de série é enorme. Mas, resumidamente, a versão Longitude avaliada tem ar condicionado, freio de estacionamento eletrônico, controle de estabilidade e direção com assistência elétrica, além de apoios de cabeça e cinto de três pontos para todos os ocupantes.  Na comparação com os rivais Peugeot 2008 e Honda HR-V faltam apenas GPS, volante multifuncional e câmera de ré, itens oferecidos na lista de opcionais.

Há também sistema de som com Bluetooth, USB e MP3, volante com ajustes de altura, profundidade e comandos dos sistemas de áudio e telefone, faróis de neblina, freio de estacionamento elétrico, lavador, limpador e desembaçador do vidro traseiro, luzes diurnas, maçanetas e retrovisores externos pretos, piloto automático com limitador de velocidade, sensor de estacionamento traseiro, apoio de braço frontal com porta-objetos, branco traseiro com encosto bipartido 60/40 e  espelho iluminado nos parassóis, entre outros itens.

Os equipamentos pagos à parte também são vários e divididos em pacotes (segurança, multimídia, tecnológico e luxo).  Os itens são os seguintes : Kit com rodas de liga-leve de 18 polegadas e pneus 225/55; Kit com rodas de liga-leve e bancos em couro; Kit Safety (airbags laterais, airbags de cortina, airbag de joelho do motorista e sensor monitoramento pressão dos pneus (TPMS); Kit High Tech (sistema de detecção de pontos cegos, sistema de estacionamento semiautomático em vagas paralelas e perpendiculares, keyless Enter N´Go, sensores crepuscular e chuva, retrovisor interno eletrocrômico, tomada de 127 volts no interior, lanterna removível e retrovisores eletricamente rebatíveis)

Também há como escolher pelo Kit com bancos de couro, faróis xenon, sistema multimídia com tela de 6,5 polegadas sensível ao toque, duas entradas USB, auxiliar e comandos de voz, sistema de áudio Premium Beats com oito alto-falantes e subwoofer, display colorido reconfigurável de sete polegadas, banco motorista com oito ajustes elétricos e quatro ajustes elétricos lombares e faróis de xênon; Teto solar elétrico panorâmico com comandos elétricos para painel frontal e cortina parassol.

O que tem de especial?

Além do conjunto mecânico com motor a diesel e câmbio de nove marchas, o nível de detalhes do carro é raro de ser visto.  Vai desde as caixas de som com o ícone da Jeep, passando pelo pequeno desenho de uma montanha na base do limpador traseiro até uma aranha estilizada na base do acendedor de cigarros. Também chama atenção a quantidade de botões dentro do carro. Apenas no volante há 18 deles, inclusive atrás dos raios laterais.

Quais são as opções de motor e câmbio?

São duas opções de motor: o 1.8 flex, de 132 cv e 19,1 mkgf de torque, e o 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 mkgf – na Trailhawk apenas o mais potente está disponível. O motor diesel está sempre combinado com a tração 4×4 e ao câmbio automático de nove marchas, presente já no Cherokee. Já as versões equipadas com o flex atuam em conjunto com o manual de cinco marchas, ou o automático de seis.

 O que inclui a garantia?

O Renegade tem garantia total de três anos sem limite de quilometragem. Para versões com motor flex as revisões deverão ser feitas a cada ano ou 12 mil quilômetros.  Já para as opções com motor diesel, as visitas programadas também serão a cada ano, ou 20 mil quilômetros, prevalecendo o que ocorrer primeiro.

Quais são os principais concorrentes?

Ford EcoSport:  Está com a liderança do segmento ameaçada pelos novos concorrentes que acabam de chegar às lojas. Vai precisar evoluir para se manter entre os mais vendidos.  Tem porta-malas apertado ( 362 litros), mas o interior acomoda bem cinco ocupantes. Não tem o consumo e a estabilidade nas curvas como um dos atrativos. Pelo computador de bordo, faz uma média de 6,5 km/h na cidade, com etanol no tanque.

Honda HR-V:  Tem sido muito bem aceito no mercado. No primeiro mês cheio de vendas, já ultrapassou os rivais e tornou-se o SUV mais vendido do segmento. Destaca-se pelo bom espaço interno (o porta-malas de 455 litros é um dos maiores da categoria), comportamento dinâmico exemplar e pelo desenho elegante. Vem com motor 1.8 Flex dfo Civic e pode contar com câmbio automático CVT.

Renault Duster: Aparece entre os três modelos mais vendidos do segmento. É o mais em conta, oferecido a partir de R$ 62.990, com motor 1.6 flex e câmbio manual de cinco marchas. Também é espaçoso, mas menos sofisticado que a média dos rivais. Acabou de ser reestilizado, mas as mudanças foram bem discretas. A versão automática vem com caixa de apenas quatro marchas.

Vale a pena?

A pegada do Renegade, principalmente nessa ágil e econômica versão Longitude, a diesel, é mais para o off-road.  Vai bem nas retomadas e gasta pouco. Pelo computador de bordo, faz uma média de 10 km/l na cidade e 16,5 km/l na estrada.  Em piso de asfalto, o carro também se sai bem, engolindo qualquer buraco pelo caminho, mas não tente entrar quente nas curvas. Cheio de detalhes e bem equipado, o Jeep é uma boa pedida.

Jeep Renegade Longitude 4x4 Diesel

Lançamentos de carros nacionais e importados, seguros, preços, avaliação, cores, teste e informações técnicas, qual o consumo do veículo, como fazer o financiamento, o que muda em 2017 e qual automóvel vai sair de linha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Não deixe de ver isso

ahd

Comparativo: Honda Civic x Audi A3 Sedan 2017

Os poucos carros alemães estãu deixando de ser unanimidade, entenda. Não faz muito tempo, dono de carro de marca japonesa.