NovasdoDia » Fiat » Fiat Argo: consumo, ficha técnica e preço de todas versões 2018

Fiat Argo: consumo, ficha técnica e preço de todas versões 2018

A Fiat pretende dar início a um novo capítulo de sua história no Brasil a partir de amanhã. Com o Argo, hatch que substitui ao mesmo tempo o Punto e as versões mais caras do Palio –, a montadora com sede em Betim (MG) almeja lançar não apenas um produto inédito, mas “um carro novo para uma nova Fiat”. Ao menos foi essa ideia que os executivos da empresa tentaram vender durante a apresentação do modelo à imprensa. Essa renovação teria começado com a picape Toro, há pouco mais de um ano, que rapidamente se transformou em sucesso de vendas. Já o Mobi, segundo fruto dessa nova fase, anda patinando – o hatch tem pouco espaço e os emplacamentos não decolaram.

Agora, aparentemente vem outra boa aposta da marca. O Argo mira (e se inspira) em concorrentes como Onix e HB20. Não por acaso, o Chevrolet e o Hyundai são os dois carros mais vendidos do País, e ocupam posições que a Fiat há muito tempo deixou de frequentar, por causa do envelhecimento de sua linha de produtos. Modelo mais emplacado em abril da marca italiana, o Mobi aparece na nona posição do ranking. É pouco para uma empresa que liderou as vendas no Brasil de 2003 a 2015.

Para recuperar o mercado perdido, os executivos disseram nas entrelinhas que a partir de agora a Fiat será cada vez menos parecida com a marca que o brasileiro conheceu no passado. A lógica é: se o cliente quer Onix e HB20, o jeito é lançar mão dos mesmos ingredientes que fazem sucesso na concorrência e criar carros gostosos de dirigir. A maioria dos atuais modelos da marca tem, além de estilo ultrapassado, suspensão muito macia e alavanca de câmbio longa, com engates não tão precisos.

Uma das metas do Argo é mudar isso. O hatch chega com três opções de motor (1.0, 1.3 e 1.8), acabamento (Drive, Precision e HGT) e câmbio (manual, automatizado de cinco e automático de seis velocidades).

Avaliação. Andamos na versão HGT 1.8, a de topo de linha, que traz o mesmo conjunto mecânico da picape Toro, e a impressão deixada nesse primeiro contato foi boa.

Bastou fazer a primeira curva na pista – um circuito bem travado no interior de São Paulo – para o Argo mostrar que a era dos Fiat com suspensão mole terminou. Mesmo forçando o carro, a carroceria inclinou pouco e o hatch permaneceu estável.

Se na picape de 4,9 metros de comprimento o quatro-cilindros mostra limitações, no hatch de 4 m o 1.8 vai bem. Os 139 cv garantem agilidade tanto com câmbio manual quanto com o automático. Aliás, é a primeira vez que a Fiat faz um compacto no País com sistema automático com conversor de torque.

Assim como a suspensão, a direção com assistência elétrica ficou bem calibrada e colabora para dar prazer ao volante. A carroceria, 8% mais rígida que a do Punto, também contribui para a boa dirigibilidade. Graças ao emprego de aços de alta resistência, mesmo sendo 8% maior que o Punto, o Argo é 8% mais leve.

Consumo de combustível

Com motor 1.8, o Argo não é tão econômico quanto as versões 1.0 e 1.3, que receberam nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular dentro da categoria. Na versão HGT, ele tem nota B com câmbio manual e nota D com a transmissão automática de 6 velocidades.

  • POSITIVO: família de motores Firefly (1.0 e 1.3) têm bom torque e baixo consumo.
  • NEGATIVO: motor 1.8 de desenvolvimento antigo é bem “gastão”, enquanto os rivais adotaram turbo para dar mais potência e garantir a eficiência energética.
  • Consumo do Fiat Argo

    CidadeEstrada
    Drive 1.0 MT14,2 (G)/9,9 (E)15,1 (G)/10,7 (E)
    Drive 1.3 MT12,9 (G)/9,2 (E)14,3 (G)/10,2 (E)
    Drive 1.3 GSR12,7 (G)/8,9 (E)14,4 (G)/10 (E)
    Precision 1.8 MT11,5 (G)/8,0 (E)13,8 (G)/9,6 (E)
    Precision 1.8 AT610,1 (G)/7,1 (E)13,2 (G)/9,5 (E)
    HGT 1.8 MT11,5 (G)/8,0 (E)13,8 (G)/9,6 (E)
    HGT 1.8 AT69,9 (G)/7 (E)12,8 (G)/9,1 (E)

O visual, desenvolvido em Betim, é imponente. A frente alta, a ampla grade e as lanternas traseiras remetem ao estilo do Tipo europeu. Por isso, havia rumores de que o modelo seria a nova geração do Tipo, que na Europa tem 4,37 metros de comprimento.

Em relação ao Punto, o novo hatch nacional é 6 cm mais curto e tem 1 cm a mais na distância entre os eixos (2,52 m). Além do parentesco visual com o Tipo, o Argo traz faróis “esticados” que remetem aos do Mobi. A coluna central lembra um pouco a do Palio, enquanto a coluna traseira parece ter sido inspirada na do Volkswagen Gol. Essa mistura resultou em um carro agradável aos olhos.

Em relação ao seu antecessor, o Argo cresceu cerca de 1 cm na distância entre-eixos e pouco mais de 6 cm na largura, o que acrescentou algum espaço interno e 7% no volume do porta-malas para 300 litros. No entanto, ele ficou 6,5 cm mais compacto no comprimento, com exatos 4 m.

  • POSITIVO: visual moderninho e dimensões maiores que os rivais no comprimento, largura e altura.
  • NEGATIVO: apesar de novo, o desenho não traz elementos novos ao segmento, e a montagem ainda tem desalinhamento e distâncias grandes entre as peças.

Medidas

ArgoOnixHB20
Comprimento4,00 m3,93 m3,92 m
Entre-eixos2,52 m2,52 m2,50 m
Largura1,72 m1,71 m1,68 m
Altura1,50 m1,48 m1,47 m
Porta-malas300 l280 l300 l

A versão HGT, de aspecto esportivo, traz uma larga saída de escapamento, defletor de ar sobre a tampa traseira, rodas de liga de 17 polegadas (opcionais), uma faixa acetinada vermelha na parte inferior do para-choque frontal e molduras laterais contornando as caixas de rodas, entre outros detalhes.

Por dentro, o visual também é moderno. Na versão de topo, uma faixa com o mesmo tom da do para-choque se estende por todo o painel, cuja superfície é feita de plástico duro, mas de textura agradável ao toque.

Para brigar com os mais populares e também com os considerados “premium”, são 3 opções de motores e 3 de câmbio. O 1.0 de 3 cilindros Firefly tem 77 cavalos e 10,9 kgfm de torque (com etanol), sempre aliado a transmissão manual de 5 marchas.

O 1.3 Firefly tem 109 cv e 14,2 kgfm de torque. Ele pode receber a caixa manual ou a automatizada GSR (ex-Dualogic), ambas de 5 marchas.

Já o motor 1.8 EtorQ tem 139 cv e 19,3 kgfm de torque. Pode ser “casado” com uma transmissão manual de 5 velocidades ou com um câmbio automático de 6 marchas (o mesmo usado na Toro).

  • POSITIVO: há opções para diferentes bolsos e gostos. Os motores mais modernos (1.0 e 1.3) são mais eficientes e apresentam bom torque.
  • NEGATIVO: o câmbio automatizado GSR não pode ser comparado a um automático de verdade mesmo que seja de 4 marchas, enquanto o câmbio manual de 5 marchas merecia uma atualização para ficar à altura do Argo.

O ponto negativo é a tampa do porta-luvas, que “despenca” quando é aberta. Além disso, a alavanca de ajuste de altura do banco é muito fina, o que dificulta a regulagem do assento.

Fiat Argo chega nas versões Drive (1.0 e 1.3), Precision e HGT, como a da foto (ambas com motores 1.8). O motor 1.0 Firefly de três cilindros vem associado ao câmbio manual de cinco marchas. O 1.3 Firefly de quatro cilindros pode ter transmissão manual ou automatizada (cinco marchas). O 1.8 também pode vir com caixa manual (cinco marchas) ou automático de seis velocidades.

Versões do Fiat Argo

Drive 1.3 GSR (automatizado) – R$ 58.900

  • Itens de série: acrescenta controles de tração e estabilidade e sistema Hill-Holder, que evita que o carro se mova em breves paradas com inclinação, controle de velocidade de cruzeiro, apoia braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down e repetidores laterais.
  • Opcionais: kit parking com câmera traseira e sensor de estacionamento (R$ 1.200) e kit stile com faróis de neblina e rodas de liga leve aro 15 (R$ 1.900).

Precision 1.8 (manual) – R$ 61.800

  • Itens de série: além dos itens da Drive GSR, há alarme antifurto, faróis de neblina, faróis com luz de posição a LED, rodas de liga leve com aro 15 e banco traseiro bipartido.
  • Opcionais: kit parking com câmera traseira e sensor de estacionamento (R$ 1.200), kit tech com ar-condicionado digital, quadro de instrumentos com tela de 7 polegadas, sensores de chuva e luz, retrovisor antiofuscante e chave com sensor de presença (R$ 3.500), airbags laterais (R$ 2.500) e kit stile com bancos revestidos em couro e rodas de liga leve aro 16 (R$ 2.200).

Precision 1.8 (automático) – R$ 67.800

  • Itens de série: acrescenta controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista e volante revestido em couro com “borboletas” para troca de marchas.
  • Opcionais: kit parking com câmera traseira e sensor de estacionamento (R$ 1.200), kit tech com ar-condicionado digital, quadro de instrumentos com tela de 7 polegadas, sensores de chuva e luz, retrovisor antiofuscante e chave com sensor de presença (R$ 3.500), airbags laterais (R$ 2.500) e kit stile com bancos revestidos em couro e rodas de liga leve aro 16 (R$ 2.200).

HGT 1.8 (automático) – R$ 70.600

  • Itens de série: os mesmos da HGT manual, mas com controle de velocidade de cruzeiro. Com todos os opcionais (abaixo) esta versão chega a R$ 79.600.
  • Opcionais: kit parking com câmera traseira e sensor de estacionamento (R$ 1.200), kit tech com ar-condicionado digital, sensores de chuva e luz, retrovisor antiofuscante e chave com sensor de presença (R$ 2.800), airbags laterais (R$ 2.500) e kit stile com bancos revestidos em couro e rodas de liga leve aro 17 (R$ 2.500).

    FIAT ARGO DRIVE 1.0: DETALHES, CONSUMO E PREçO (ESTIMATIVA) - WWW.CAR.BLOG.BR

    Http://www.car.blog.br os preços sugeridos são os seguintes. fiat argo drive 1.0 -- r$ 46.800 reais (r$ 48.790 reais com central multimídia) fiat argo drive 1.3 ... FIAT ARGO DRIVE 1.0: DETALHES, CONSUMO E PREçO (ESTIMATIVA) - WWW.CAR.BLOG.BR Fiat Argo consumo, ficha técnica e preço de todas versões

    FIAT ARGO HGT 1.8 OPENING EDITION: PREçO, CONSUMO, DETALHES - WWW.CAR.BLOG.BR

    Http://www.car.blog.br. FIAT ARGO HGT 1.8 OPENING EDITION: PREçO, CONSUMO, DETALHES - WWW.CAR.BLOG.BR Fiat Argo consumo, ficha técnica e preço de todas versões

    FIAT ARGO 1.3 GSR AUTOMATIZADO: PREçO, CONSUMO, PERFORMANCE - WWW.CAR.BLOG.BR

    Http://www.car.blog.br. FIAT ARGO 1.3 GSR AUTOMATIZADO: PREçO, CONSUMO, PERFORMANCE - WWW.CAR.BLOG.BR Fiat Argo consumo, ficha técnica e preço de todas versões

    Tudo sobre Fiat Argo consumo, ficha técnica e preço de todas versões , vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

2 Opinião e Avaliação

  1. O problema continua sendo o preço dos carros pedido pelas montadoras,mas a RENAULT começou a vender o Kwid e em breve esta em estudo o lançamento da versão automatizada para acabar com essa farra do boi das concorrentes,isto é só um aviso que que as montadoras européias estão de olho no mercado automotivo brasileiro das duas uma ou abaixam o preço para competir ou a vaca vai pro brejo.

  2. O problema continua sendo o preço,mas a renault esta lançando o kWID e esta em estudo a versão automatizada, ai vai acabar com esta farra do boi das concorrentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *