NovasdoDia » Empregos » Contratações do comércio para o Natal despencam, veja dicas para conseguir emprego temporário

Contratações do comércio para o Natal despencam, veja dicas para conseguir emprego temporário

O Natal deste ano deve gerar a contratação de 101 mil empregados temporários em todo o país. O número é o menor já registrado desde 2006 e 3% inferior ao de 2015. Os dados são de levantamento feito pela Federação Nacional das Empresas de Terceirização e de Trabalho Temporário (Fenaserhtt).

O motivo da retração é a falta de confiança na demanda. Uma outra pesquisa sobre contratação de temporários feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), comprova: três em cada dez empresários (31,4%) acreditam que as vendas serão piores do que no ano passado.

O comércio, por sua vez, começará em meados de novembro, como de costume. De acordo com a pesquisa da Fenaserhtt, o setor industrial deve absorver 56,6 mil trabalhadores (56% do total), serviços 10,1 mil (10%) e o comércio, 34,3 mil (34%).

Novembro vai concentrar a maior incidência de contratações, principalmente nos segmentos de eletrônicos, vestuário e acessórios. E mesmo com a oscilação negativa de contratações, os salários podem apresentar uma variação positiva de 9,5% para o comércio e de 7,5% para a indústria.

Conforme aponta o levantamento, a maioria das vagas (78%) deve ser preenchida por homens; candidatos entre 22 e 35 anos são os mais procurados; e o ensino médio completo é exigência em 65% das empresas. O período dos contratos temporários deve oscilar entre 61 e 90 dias, de acordo com o declarado por 57% empresas durante o levantamento. A remuneração média, ainda segundo o estudo da Federação, vai ficar entre R$ 1,1 mil e R$ 1,4 mil.

Dicas para ser contratado em empregos temporários

Em razão da crise, neste ano o comércio deve reduzir em 10% a quantidade de contratações temporárias em relação a 2015, embora as entidades de comércio não tenham calculado ainda uma projeção no número de contratações. Conforme o Sine-RS, a expectativa é de que surjam pelo menos 900 novos postos no período.

A vantagem destas contratações é que costumam dispensar a exigência por experiência, então são uma boa porta de entrada dos jovens no mercado.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE, o desemprego entre os mais novos é o dobro da média nacional. As principais oportunidades devem ser para vendedores, estoquistas e caixa-registradores. As contratações valem por 90 dias, mas quem agrada aos patrões costuma ser efetivado.

– As lojas que mais contratam nesta época são de roupas e brinquedos, além de bares e restaurantes. Mire nessas para enviar o currículo.
– Procure oportunidades em sites de empregos, de entidades lojistas, em classificados e nas agências do Sine.
– Demonstre flexibilidade de horário. Como a maior parte das vagas está no comércio, é preciso estar disposto a trabalhar à noite e aos finais de semana.
– Como boa parte das vagas não exigem experiência, foque em suas habilidades no currículo e na entrevista: motivação, trabalho em equipe e vontade de aprender, por exemplo.
– Se já teve experiência em emprego temporário, não deixe de destacar no currículo.
– Parte das vagas temporárias paga por performance, então faça uma autoavaliação: em que você é melhor e no que tem mais chance de se destacar?
– Aparência conta na entrevista de trabalho, especialmente para quem vai trabalhar com atendimento. Use roupa adequada.


Curso e concursos para os melhores empregos, editais e provas, as melhores dicas de cargos e salários

    CONTRATAçõES TEMPORáRIAS DO COMéRCIO PARA O NATAL - JORNAL DA LUAU 20/09/16

    CONTRATAçõES TEMPORáRIAS DO COMéRCIO PARA O NATAL - JORNAL DA LUAU 20/09/16 Contratações do comércio para o Natal despencam, veja dicas para conseguir emprego temporário

    ESTãO ABERTAS AS OPORTUNIDADES DE CONTRATAçõES TEMPORáRIAS PARA O COMéRCIO ..

    E o funcionário que se destacar tem grandes chances de ser efetivado. amanhã, sexta-feira, por causa do dia das crianças, o comércio de votuporanga vai ... ESTãO ABERTAS AS OPORTUNIDADES DE CONTRATAçõES TEMPORáRIAS PARA O COMéRCIO .. Contratações do comércio para o Natal despencam, veja dicas para conseguir emprego temporário

    CONTRATAçõES TEMPORáRIOS NO COMéRCIO

    Contratações temporários no comércio. CONTRATAçõES TEMPORáRIOS NO COMéRCIO Contratações do comércio para o Natal despencam, veja dicas para conseguir emprego temporário

    Tudo sobre Contratações do comércio para o Natal despencam, veja dicas para conseguir emprego temporário, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

2 Opinião e Avaliação

  1. Redução de custos fixos, possibilidade de contratação por demanda e desenvolvimento de equipes para projetos específicos são citadas como vantagens por parte dos empreendimentos na adoção do modelo de carreira. Já para o trabalhador, ter liberdade e autonomia para escolher como, quando e onde trabalhar, e ter mais flexibilidade quanto a horários aparecem como benefícios.

    Outro dado do estudo aponta, inclusive, que metade das empresas pretendem aumentar o investimento em suas equipes de freelancers contratados. Uma tendência global, de acordo com Tomas O’ Farrell, co-fundador da Workana. “Sem dúvidas, o modelo e conceito de emprego está mudando. A tendência é crescer muito mais. Estamos só começando”, afirma o executivo.

    Especialistas na área de carreiras afirmam que essa é uma saída para a recolocação no mercado de trabalho e garantia de renda no mês. Para Luciana Oliveira, coach e palestrante, o profissional precisa se manter atualizado, pois a tendência é operar com equipes cada vez mais reduzidas nas empresas. “O segredo é não encarar como um trabalho temporário, mas como uma meta profissional, que gera o que muitos profissionais sonham: autonomia, independência e crescimento ilimitado”, analisa.

    Segundo a coach Cátia Araujo, é uma excelente oportunidade para os trabalhadores saírem da zona de conforto, deixando o modelo tradicional de trabalho para buscar o empreendedorismo. Alguns profissionais têm dificuldades em cobrar pelos serviços prestados e lidar com a parte burocrática da profissão. Cátia afirma que é importante estar capacitado para atender o cliente e alerta para a organização financeira. “É importante que o profissional organize as finanças, pois não haverá salário no final do mês”.

  2. Cinthia de Carvalho Brum é publicitária e exemplo de profissional que virou freelancer por conta própria. Uma rotina que mantém há dois anos, quando pediu demissão de um escritório de advocacia e encontrou na atividade de ‘freela’ uma forma de trabalhar na área em que se formou. “Não preciso encarar o estresse do trânsito e posso me alimentar melhor, melhorando a qualidade de vida”, conta Cinthia, que trabalha em casa. O fotógrafo Wagner Meier também entrou no time de ‘freelas’, apostando nesse modelo de trabalho. “Troquei um emprego estável em Belém e vim para o Rio. Pra entrar no mercado, caí na rua e fui fotografar. É possível, mas não é fácil sobreviver na atividade”, alerta.

    Histórias que ilustram bem a realidade de milhares de brasileiros, que buscam alternativas de trabalho em meio a uma crise que deixou 12 milhões de desempregados no país. Uma pesquisa feita pela Workana, empresa com espaço digital para conectar freelancers na América Latina, mostra o crescimento nos últimos anos na contratação de profissionais temporários para desenvolver projetos específicos. O estudo aponta que 38% das pequenas empresas no Brasil já possuem mais da metade de suas equipes formada por freelancers.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *