Comparativo: Ducati Diavel x Triumph Rocket III 2015

Home » Ducati » Comparativo: Ducati Diavel x Triumph Rocket III 2015

Triumph-Rocket-III-800x636

Recém-chegadas ao Brasil, Ducati Diavel e Triumph Rocket III exemplificam bem essas diferenças. A italiana é quase uma esportiva, com motor V2 herdado da superbike 1198 em corpo curto e grande oferta de recursos eletrônicos para auxiliar o piloto no controle de tanta potência.

Modos de pilotagem, controles de potência e tração, enfim, assistência eletrônica como se encontra nas esportivas mais atuais está à disposição nesse conceito arrojado de custom tecnológica.

Também recém-chegada ao Brasil, a inglesa Rocket III segue por outro caminho: larga e confortável, usa motor de 2.300 cv. O maior motor de motocicleta produzido em série entrega o torque de 22 kgf.m, força equivalente à de uma picape de 2 toneladas sobre apenas duas rodas… É tanto motor que você pode engatar a 5° marcha e se estiver com preguiça, não reduzir mais.

Ducati Diavel:

6087-2011-ducati-diavel-specification-accessories-insurance-accident_1920x1080

A Diavel chegou a ser vendida no Brasil por um curto período, por mais de R$ 70 mil. Agora sem intermediários e com montagem própria em Manaus (AM) custa a partir de R$ 58.900 (R$ 69.900 a versão Carbon, com pintura especial, peças de fibra de carbono e rodas forjadas mais leves).

O que a torna tão diferente e esportiva? O motor derivado da esportiva 1198 na mesma estrutura de chassi do tipo treliça em tubos de aço (rígido e leve), componentes de primeira linha como pinças de freio monobloco de fixação radial e suspensões ajustáveis na dianteira e na traseira, eletrônica completa para assistência à pilotagem… Selecione entre os três modos de pilotagem (Sport, Touring ou Urban), que alteram os mapas de entrega de potências, a intensidade do controle de tração e também podem ser ajustados manualmente -além do sistema ABS, que pode ser desligado.

A potência do motor pode ser entregue de três formas: sem limitação, com os 162 cv despejado suavemente ou limitada a 100 cv, para o caso de chuva, por exemplo.

Na Diavel as medidas, agilidade para mudar de direção e fazer curvas e a própria posição de pilotagem sao parecidas com a experiencia de pilotar uma naked. O esterçamento do guidão e o maior entre as duas comparadas. A vibração do motor transferida para o guidão chega a causar o formigamento em longas viagens, mas nada que a descredencie como boa opção para uso rodoviário.

Se você é candidato a comprar uma naked esportiva e procura diferencial de design, a Diavel pode ser uma alternativa surpreendente.

Na prova de arrancada, o motor mais potente na moto mais leve foi capaz de empiná-la com facilidade e permitiu que percorrese os 200 metros da pista em 7s57 e completasse a distância a 165 km/h.

Triumph Rocket III:

Triumph Rocket III

Imagine a versão de duas rodas de um muscle car americano, com motor big block. Está é a sensação de pilotar a Rocket III. Acelerar a moto parada a faz inclinar levemente para a direita, o que equivaleria a olhar o capô e ver a dianteira de um muscle car se inclinando a cada pisada no acelerador.

Acelere a vontade e você sentira a suspensão macia deixando que a dianteira se levante, respondendo da mesma forma como faz nas ondulações do asfalto. Com tanta força (22 kgf.m a apenas 2.750 rpm) é possível sair da imobilidade em 5° marcha, o que significa que já o movimento quase não é preciso usar o câmbio para ter uma resposta vigorosa ao comando do acelerador.

O funcionamento silencioso e a vibração quase inexistente, pilotando em um banco macio, tornam a viagem confortável. Guidão largo que deixa os braços e pedaleiras à frente não deixam dúvida  quando à inspiração na custom mais clássicas, o que também se nota nas peças cromadas por toda a moto.

A Rocket alia conforto e desempenho, mas não espere usá-la no trânsito durante a semana. Se você pretende andar e principalmente viajar com garupa, está é a única das duas a considerar.

O peso mais elevado se converte em vantagem ao melhorar a tração da roda traseira e evitar a derrapagem, enquanto na Diavel é preciso administrar  a leveza e o entre-eixos mais curtos para evitar que empine. Afinal, ainda são 367 kg para tirar a imobilidade, que precisaram de 8s24 para percorrer os 200 metros da pista  e ultrapassaram a linha de chegada a 145 km/h.

A poderosa Triumph custa R$ 69.900 com freios ABS de série.

    DUCATI DIAVEL VS. TRIUMPH ROCKET 3

    Bruisers; bloated cruisers or genuine heavyweights with a real purpose? we pit the ducati diavel against triumph's monstrous rocket 3; 2.3 liters of english ... DUCATI DIAVEL VS. TRIUMPH ROCKET 3

    COMPARATIVO: DUCATI DIAVEL X TRIUMPH ROCKET III X HARLEY-DAVIDSON V-ROD

    Vídeo produzido por duas rodas mostra o comparativo entre ducati diavel, triumph rocket iii e harley-davidson night rod, três monstros numa disputa de ... COMPARATIVO: DUCATI DIAVEL X TRIUMPH ROCKET III X HARLEY-DAVIDSON V-ROD

    2013 TRIUMPH ROCKET III VS DUCATI DIAVEL STRADA - MOTOUSA

    The rocket iii is the king of the displacement wars. we pit it against the hyper-powered ducati diavel strada to find out which of these power cruiser touring ... 2013 TRIUMPH ROCKET III VS DUCATI DIAVEL STRADA - MOTOUSA

    2013 DUCATI DIAVEL STRADA VS TRIUMPH ROCKET III - MOTOUSA

    The diavel is an incredible motorcycle, but how does it stack up as a tourer in its 'strada' form against a touring power cruiser like the triumph rocket iii? 2013 DUCATI DIAVEL STRADA VS TRIUMPH ROCKET III - MOTOUSA

    DUCATI DIAVEL VS TRIUMPH ROCKET III

    DUCATI DIAVEL VS TRIUMPH ROCKET III

    Tudo sobre , vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Não deixe de ver isso

959-4

Ducati 959 Panigale 2017 já está disponível para pré-venda no Brasil, veja preço

A italiana Ducati apresentou no Brasil sua esportiva média, a 959 Panigale, que chegara às lojas em janeiro de 2017, mas.