Como funciona a bateria de um automóvel

Home » Acessórios » Como funciona a bateria de um automóvel

bat6

bateria-de-carro-moura-75ah-12v-75ld-528001-MLB20266125050_032015-F

A bateria é o acumulador e centro de distribuição de energia elétrica para todo o carro. Por fora é feita de plástico, mas no seu interior estão os componentes capazes de produzir uma reação química com o objetivo final de dar origem a 12 volts, capacidade média comum do componente.

Por dentro, a peça é formada por um sanduíche de placas feitas de chumbo ou óxido de chumbo embebidas por uma solução de ácido sulfúrica com água destilada, chamada de eletrólito.

As placas positivas e negativas são isoladas por um item conhecido como separador, por meio do qual passam os elétrons conduzidos pelo eletrólito. A reação química entre as  placas faz com que os elétrons acumulem, gerando um potencial entre os dois polos extremos da bateria de cerca de 12,61 volts, explica Rubens Venosa, engenheiro proprietário da oficina Motor Max.

Basicamente o funcionamento da bateria é o funcionamento do seu elemento acumulador, este fica em imerso na caixa da bateria, e esta abastecida com solução eletrolítica. Uma bateria automotiva convencional dispõe de seis elementos ao todo, cada elemento desempenha uma tensão de 2,2V(volts) quando totalmente carregado, ou seja, quando o material ativo da placa positiva é PbO2 ou PbSb e o material ativo da placa negativa é o chumbo esponjoso. Assim a solução será água e ácido sulfúrico.

Para que a bateria disponha de 12V os elementos acumuladores devem estar ligados entre si, sendo possível três formas de serem ligados. Em série, paralelo e com uma combinação das duas formas, mistas. Cada tipo de ligação objetiva incrementar a tensão ou a capacidade em A·h da bateria, ou ainda as duas propriedades.

Quando os acumuladores estão ligados em série, o borne negativo do primeiro acumulador se liga ao borne positivo do segundo, e assim sucessivamente até o sexto acumulador. Desta forma ficam livres os bornes positivo do primeiro acumulador e negativo do sexto acumulador, e estes dois bornes são os que se projetam para fora da bateria. Nas ligações em série, o objetivo é aumentar a tensão total. Se cada acumulador possui 2,2V, então os seis ligados em série produziram 13,2V sem que a bateria esteja ligada circuito algum. Por outro lado, a capacidade em A·h dos acumuladores não se somam.

FUNCIONAMENTO

No caso de uma ligação em paralelo entre acumuladores temos que os bornes positivo e negativo de cada acumulador se ligam aos seus respectivos bornes do acumulador seguinte. O objetivo neste tipo de ligação é aumentar a capacidade em A·h da bateria. Sendo assim, se cada acumulador desempenha 6A/h, os seis acumuladores em paralelo produzirão 36A/h. Contudo, os valores de tensão não se somam, e a tensão é igual a tensão nominal de 2,2V de cada elemento acumulador.

Além das duas ligações explicadas acima, também existem ligações mistas entre elementos acumuladores. Trata-se de ligações aonde ambas ligações em série e paralelo são utilizadas, ou seja, temos as placas dispostas em paralelo, mas com seus elementos ligados em série. Isso garante que a bateria tenha sua capacidade A·h adequada as necessidades do sistema elétrico automotivo e também a tensão com valor de 12V.

Depois de feitas as associações de elementos e placas, estes são colocados na caixa que é abastecida com solução eletrolítica e finalmente a bateria está pronta para ser instalada no automóvel. Depois de ligados os chicotes positivo e negativo do sistema elétrico do veículo aos bornes da bateria, os consumidores passam a descarregar a bateria. Dentro da bateria a solução eletrolítica reage com o PbO2 e com o chumbo esponjoso, das placas positivas e negativas respectivamente. A reação gera uma corrente elétrica do borne positivo para o negativo, neste momento a energia química foi transformada em energia elétrica. Em contrapartida solução eletrolítica perde parte de seu conteúdo de ácido sulfúrico, e passa a ter mais água. Além disso ocorre o acumulo de sulfato de chumbo sobre as placas a medida que a bateria se descarrega.

Uma vez que o motor está em funcionamento, o alternador se encarrega recarregar a bateria, aplicando uma corrente elétrica contínua do borne negativo para o positivo. Ao circular pelas placas, a corrente elétrica causa uma reação contrária a descarga, o sulfato de chumbo volta a sua forma de PbO2 e chumbo esponjoso, além do aumento da concentração de ácido sulfúrico, ou seja, a bateria está sendo recarregada.

Manutenção:

Gadegts para carros e motocicletas, além de dicas de conserto e reparo utilizando peças e acessórios das melhores marcas.

    COMO FUNCIONAM AS BATERIAS E DIFERENçAS ENTRE AS ESTACIONARIAS E AS MAIS COMUNS ..

    Dúvidas via e-mail apenas somsc@somsc.com.br fanpage = www.facebook.com/somsc.com.br grupos face das marcas = no site www.somsc.com.br ... COMO FUNCIONAM AS BATERIAS E DIFERENçAS ENTRE AS ESTACIONARIAS E AS MAIS COMUNS .. Como funciona a bateria de um automóvel

    MONTEL - COMO FUNCIONA A CARGA E FLUTUAçãO DE UMA BATERIA?

    Deixe comentários, sugestões e perguntas abaixo! se preferir, mande suas dúvidas para treinamento@montel.com.br. - para receber novidades e promoções, ... MONTEL - COMO FUNCIONA A CARGA E FLUTUAçãO DE UMA BATERIA? Como funciona a bateria de um automóvel

    COMO FUNCIONA UMA BATERIA DE CAMINHÃO - IMPÉRIO DAS BATERIAS SANTOS

    Você sabe como funciona uma bateria de caminhão por dentro? a império das baterias santos disponibiliza para você esse vídeo onde exibimos internamente ... COMO FUNCIONA UMA BATERIA DE CAMINHÃO - IMPÉRIO DAS BATERIAS SANTOS Como funciona a bateria de um automóvel

    COMO FUNCIONA LA BATERIA

    En este vídeo tutorial voy a hablaros sobre las baterías y su funcionamiento, su estructura interna y su mantenimiento. se aplica para baterías de automóvil ... COMO FUNCIONA LA BATERIA Como funciona a bateria de um automóvel

    CONCEITOS DE ELETROQUíMICA: PILHAS E BATERIAS

    Conceitos da eletroquímica e a aplicação de pilhas e baterias no estudo da química. CONCEITOS DE ELETROQUíMICA: PILHAS E BATERIAS Como funciona a bateria de um automóvel

    Tudo sobre Como funciona a bateria de um automóvel, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Um comentário

  1. fernando dahm

    Em principio esta matéria está bem escrita para tirar duvidas de pessoas e eletricista ou montador . Foi correto afirmar que a bateria é um acumulador de carga e sua potência de reagir a um recarregamento se faz na reação química. Quanto ao tamanho existem os mais diversos tamanhos e utilização, assim como a pilha também é uma bateria de placas com reação química. Temos as baterias de acido e as alcalinas, as abertas e as blindadas, as de modo inteligente e as marcas diferentes e qualidades. Mas, quanto a recarga podemos usar a carga lenta, rápida, com um carregador de marca chubby, ou carregador simples e lento colocado na tomada. E um alternador girando com o motor no mesmo sentido de rotação, ou um dínamo que tem as características de carga utilizadas no automóvel Pelo tamanho pode ser usados em tratores, caminhões, auto, avião que por sinal usa um tipo de partida externo e depois é desconectado. Sendo um banco de baterias em paralelo. Hoje a utilização em autos, se faz com carros movidos a CC percorrendo muitos KM onde será necessário recarregar, sendo a composição de níquel ou cádmio e talvez com composição radioativa, mas os mesmos procedimentos de recarga é com CC. Os telefones tem baterias, e podem ser carregadas com luz solar, e futuramente os autos e demais assim serão. Obrigado Professor em computação, formado pelo IF-Farroupilha de Santo Augusto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Não deixe de ver isso

ARQUIVO 21/11/2016 JORNAL DO CARRO Harley Davidson Street Glide Special 2017 CREDTIO DIVULGAÇÃO

Harley-Davidson Street Glide Special 2017, preço e ficha técnica

A Harley-Davidson Street Glide Special, vendida na linha 2017 por R$ 86.400 – 6% a menos que na gama 2016..