Bel Pesce, a “Menina do Vale” é realmente uma farsa, cinco diplomas em quatro anos é possível?

Home » Atualidades » Bel Pesce, a “Menina do Vale” é realmente uma farsa, cinco diplomas em quatro anos é possível?

mentira-bel

O mundo literalmente desabou na empreendedora e palestrante Isabel Pesce Mattos, tudo começou quando Bel Pesce, utilizou um site de crowdfunding para arrecadar fundos para o seu novo empreendimento. Para quem não acompanhou o processo, a “menina do Vale do Silício” se juntou ao vencedor do MasterChef, Leo Young, e a Zé Soares, do canal Do Pão ao Caviar para montar uma hamburgueria gourmet chamada Zebeléo.

A partir de toda a polêmica, e despertado pela curiosidade sobre quem seria Bel Pesce, o blogueiro e youtuber Izzy Nobre resolveu vasculhar a vida da empreendedora e publicou um texto bastante detalhado com as suas descobertas.

Sobre os polêmicos 5 diplomas em apenas 4 anos

Segundo as informações levantadas após diversas pesquisas, aparentemente Bel Pesce não passa de uma “empreendedora de palco” que, na verdade, se gaba de projetos, posições e títulos que nunca conquistou. Após a polêmica gerada pelo seu texto, Nobre entrou em contato com Wences Casares, o fundador da Lemon Wallet, companhia que Pesce costuma afirmar ser uma das fundadoras. Segundo Casares, a empresa foi fundada em 2011 e brasileira foi contratada como funcionária e trabalhou lá durante nove meses em 2012.

bel-pesce-farsa

Logo após a postagem do texto, a imprensa foi atrás de Bel Pesce para esclarecer as alegações. A assessoria da empreendedora negou qualquer contato e garantiu que as medidas cabíveis já estão sendo tomadas em relação ao blogueiro.

O mais interessante de isso tudo, retornando para o mês de fevereiro de 2016, muitos comentários no Blog do Corey, usuários, alguns deles anônimos já sabiam o que destrincharam nos dias de hoje, vamos ver alguns comentários logo após o carnaval do corrente ano.

  • Tamires Mara 17 de fevereiro de 2016 00:19

    Desculpe intrometer na conversa. EU conheço a estória da Bel Pesce desde que ela participou de um profissão repórter, quando estava trabalhando no Vale do Silício. Não acho que ela seja farsante, nem golpista o que ela faz é aproveitar um nicho (segmento?) sei lá pq conceitos de marketing não são meu forte. Que é forte no Brasil a autoajuda de empreendedorismo, com livrinhos, escolas e canais em rede social. Com todo respeito não vejo muita diferença dela para aquele cara do Geração de Valor que anda bem cotado, ou até mesmo pro cara do Portal Administradores. Evidente que para quem conhece o trabalho desse pessoal e empreende em microempresas (principalmente comércio tradicional) sabe que muito do que é ensinado ali é fantasioso, abrir franquias e coisa e tal. Seguindo a linha do texto que ela traduziu, ela digamos está seguindo o sistema brasileiro, ao descobrir algo “rentável” aqui e faturar em cima disso. Creio que é algo que todos nós queremos

  • Anônimo 18 de fevereiro de 2016 21:34

    Tamires, Bel Pesce n tem merito nenhum alem de ter entrado no MIT aos 17 anos. Fora isso, a passagem pelo google foi apenas estagio, o APP que ela diz ter sido co-fundadora deu tão certo que ha anos n existe mais, o lance de ter recusado proposta de emprego diretamente do Bill Gates nao tem prova alguma e se realmente aconteceu ela foi a unica que teve tal privilegio nos ultimos anos, ela diz que tem 4 graduações no MIT lol mas cade o diploma… Tudo isso e eu ainda nem entrei no mega espirito empreendedor dela hein

    Alem do APP falido que nao existe mais, a unica coisa q ela tem a título de empreendedorismo sao empresas que nao fazem nada alem de promover a própria imagem dela!

    Cade a programadora prodígio que ela diz ser? Ninguem nunca viu ela programando até hj..

    É por isso q ela é farsante, ela nao tem NADA pra vender alem da imagem que ela vende dela mesma..

    Ela é puro marketing pessoal, nada mais, e por ser mulher ganha ainda mais projecao pq ta num mercado onde a maioria é homem (o mercado de palestrantes motivacionais)

  •  blog do corey 19 de fevereiro de 2016 08:20

    Brother, ela pode ser uma farsa mas conseguiu fazer um certo nome usando técnicas de marketing. Está errada? Acho que não, assim como todos os vendedores de livros de obviedades. Se existe mercado, por que não explorar? Se ela não tem méritos pelos quais vc se interesse, é simples, deixe passar.

 

Farsa é um termo muito pesado, mas que a “Menina” viajou na maionese ninguém tem dúvidas, bombou seu currículo é um fato, brasileiro em geral gosta de malandragem, mas tudo tem limites né?

Aqui você fica por dentro o que acontece no Brasil e no mundo, celebridades, famoso que morreu ou faleceu na data de hoje, política, quem é o corrupto e ladrão do momento, crise econômica, qual partido que mais rouba, o próximo a ir pra cadeia, dinheiro sujo, charges e curiosidades.

8 Comentários

  1. empreendedor DE VERDADE e DAVID PORTES um camelo com R$12 hoje tem uma renda de R$120.000 com suas franquias começou vendendo doce pra comprar remedio para sua esposa que estava na epoca gravida

  2. CARMEM LUCIA DE ARRUDA

    Boa tarde.
    Gostaria de saber que empresa Bel Pesce afirma ter vendido por 50 milhões de dólares no vídeo que acabei de assistir no YouTube.
    Grata.
    Link do vídeo:
    https://youtu.be/5Im_ETGs8A0

  3. Virou celebridade midiática, mas cavou a própria cova, se deixando levar por vaidades fúteis, já falam por ai em até processar a moça, que pode dar cadeia, ai também já é um exagero, em todo caso boa sorte e menos mentira pra ela daqui pra frente.

  4. Estão dizendo que a garota é uma farsante, vigarista, nada disso, ela é uma pessoa super inteligente, mas que se deixou guiar pelo seu ego, um descuido na sua carreira, mas que em nada pode ser abalada, boa sorte e seja mais sincera daqui pra frente

    • Fazer uma carreira na base da mentira caracteriza falsidade ideológica não? Uma vez que ela fez dinheiro com isso e lesou pessoas, mentiu. É crime e deve ser punida. Fazer vista grossa para isso denota que realmente somos patéticos enquanto povo e cultura, pois isso auxiliar na perpetuação do “jeitinho”.

  5. O que o caso Bel Pesce tem a ensinar é que deveríamos parar de aceitar as coisas pelo “valor de face”, aquilo que outras pessoas nos dizem que a coisa vale, e passar a ter mais espírito crítico e inquisidor. Quando alguém vende para você uma solução ou um currículo, mas sempre usando frases genérias e bordões, saia do geral e vá para o detalhe: peça provas, peça para explicar o óbvio, peça por detalhes. Dizer “acredite no seu sonho” é uma obviedade – deveriam perguntar a ela como se faz isso e o que ela quer dizer com isso.

  6. Que decepção, quantas palestras fajutas e cobradas

  7. Bel Pesce, que é velha conhecida do público e considerada uma das “100 pessoas mais influentes do Brasil”, se manifestou em sua conta do Facebook para mostrar o poder da web.

    “Ontem foi um dos dias mais intensos de nossas vidas. Sabemos bem o poder da internet. Temos negócios que foram potencializados pela distribuição que a internet é capaz de trazer. […] Mas foi a primeira vez que sentimos na pele o quanto uma percepção que não esteja alinhada com a intenção pode rapidamente produzir efeitos que te distanciam ainda mais da sua intenção.” Diante da repercussão negativa, a empreendedora do “Vale do Silício” anunciou que a campanha seria cancelada: “Achamos que a melhor forma de ser fiel a todos que acreditam em nós é tomar duas ações: 1. Descontinuar a campanha, devolvendo tudo que havia sido levantado a cada um que contribuiu 2. Mostrar as nossas ideias, conceitos, produtos e experiências através da própria execução do dia a dia de levantar esse negócio, e principalmente através daquilo que interessados experimentarão ao visitar o local.” Leo Young também falou sobre a polêmica, explicando que a ideia do projeto era contar com a ajuda do público para a viabilização do negócio, quebrando paradigmas sobre as novas formas de empreendimentos: “O lançamento do nosso novo projeto, a Hamburgueria Zebeléo, gerou polêmica que ontem tomou conta da internet. O objetivo era utilizar uma ferramenta já consagrada e conhecida mundialmente para a viabilização de negócios com a participação do público de maneira opcional. O financiamento coletivo é uma forma de empreender de maneira colaborativa. Ao invés de arrecadar investimentos da forma tradicional como o financiamento bancário, as pessoas ajudam a viabilizar projetos pelos quais se encantaram em troca de experiências, produtos ou serviços adquiridos antecipadamente. Ponto importante: financiamento coletivo não é e nunca será sinônimo de “vaquinha” ou doações. A intenção era disseminar uma modalidade que pode ser usada por qualquer empreendedor, quebrando paradigmas sobre investimentos no ramo da gastronomia. Reconhecemos que pecamos ao lançar o projeto sem detalhar os princípios e mecanismos deste tipo de ferramenta. Em tempos que tudo que se fala na internet vira polêmica, fizemos questão de vir aqui esclarecer esse mal-entendido e anunciar uma decisão importante: a campanha de financiamento coletivo será descontinuada e iremos devolver integralmente os valores já arrecadados. Agradecemos o incentivo e apoio das inúmeras pessoas que se identificaram com o projeto e escreveram mensagens tão bacanas de apoio.

    Temos sede por empreender e o projeto ainda está de pé! Estamos construindo cada detalhe da hamburgueria com muito carinho para em breve lançar a Zebeléo!” Mesmo com a desistência da “vaquinha virtual”, os empreendedores garantem que a Zebeléo sairá do papel, só não deram detalhes, até o momento, sobre quais serão as novas fontes de capital. Fonte: Huffpost Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Não deixe de ver isso

joaquim_barbosa_reinaldo_azevedo-sem-credibilidade

Reinaldo Azevedo é pau mandado do PSDB, reagiu Joaquim Barbosa

E olha que não é só o ex-ministro Joaquim Barbosa que acha isso do agora desacreditado Reinaldo Azevedo, jornalista não.