Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

Home » Mercado » Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

broken-euro1

Como números no Brasil são sempre maquiados, talvez bem menos que 55% já seria possível uma quebradeira nos bancos brasileiros. O estudo do BC, que, porém, não trabalha com cenário de bolha

Se o valor dos imóveis no Brasil cair 55% haverá bancos com perda total do capital principal, o que caracterizaria situação de insolvência. A informação é do Relatório de Estabilidade Financeira, elaborado pelo Banco Central (BC).

Segundo o trabalho, uma queda de 45% já implicaria o desenquadramento de alguns bancos em relação às regras de exigência de capital.

O relatório, no entanto, ressalva que não vê expectativa de que isso ocorra. “Ambos os choques são maiores do que a queda acumulada, ocorrida em um período de três anos, entre os valores máximo e mínimo dos imóveis residenciais nos Estados Unidos durante a recente crise do subprime (créditos de alto risco vinculados a imóveis, com garantia insuficiente, o que desencadeou a crise financeira) de 33%”, analisa o BC.

No entanto, o economista Maurício Dias David, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), não descarta que o país esteja vivendo uma bolha imobiliária, cujo estouro poderia derrubar dramaticamente a cotação de casas e apartamentos.

“O economista Robert Schiller, da Yale School e Prêmio Nobel em 2013, esteve no Brasil e afirmou que o país tem todos os sintomas de crise imobiliária. Foi muito criticado, mas os sintomas realmente estão aí”, salienta.

David, que integra o Conselho Editorial do MM, lembra que Schiller, ao lado do colega Nouriel Roubini, apontou antes da crise do subprime a gravidade da situação nos EUA a partir de créditos irresponsáveis concedidos ao setor imobiliário.

“No Brasil, o preço dos imóveis não tem consistência com o nível de renda da população e a situação pode mudar bruscamente. Não seria um desastre igual ao do subprime, mas a especulação levou a uma euforia típica das bolhas”, compara o economista.

Como anda o mercado imobiliário e a economia, tudo sobre a bolha imobiliária, ranking de empresas, gastos, publicidade, etc.

    PECADOS CAPITAIS EP1: A HISTóRIA DA QUEDA DO BANIF - GRANDE REPORTAGEM SIC

    A história da queda do banif é também a história da quebra de laços de uma família milionária. a família roque desfez-se com a morte do fundador do banco. PECADOS CAPITAIS EP1: A HISTóRIA DA QUEDA DO BANIF - GRANDE REPORTAGEM SIC Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

    TEMER CORTA INVESTIMENTOS E PIB VOLTA A CAIR

    Temer corta investimentos e pib volta a cair links pib do brasil recua 0,8% no 3º trimestre de 2016 ... TEMER CORTA INVESTIMENTOS E PIB VOLTA A CAIR Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

    QUANDO O BANCO QUEBRA OLHA O QUE ACONTECE IMPRESSIONANTE

    QUANDO O BANCO QUEBRA OLHA O QUE ACONTECE IMPRESSIONANTE Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

    MONICA IOZZI LEVA UM TREMENDO TOMBO NO "MAIS VOCê"

    Face: https://www.facebook.com/robertovinny. MONICA IOZZI LEVA UM TREMENDO TOMBO NO "MAIS VOCê" Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

    TEMER INVESTE NA QUEBRA DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

    Temer investe na quebra da caixa econÔmica federal mesmo sendo lucrativa, governo temer investe no desmonte da caixa econômica federal ... TEMER INVESTE NA QUEBRA DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária

    Tudo sobre Bancos quebram se queda preços de imóveis chegar a 55% – Bolha Imobiliária, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Não deixe de ver isso

dolar-cotacao-agk-corretora

Dólar em 2017: analistas de mercado divergem de valores para o próximo ano

Muitas dúvidas ainda sobre a nossa capenga economia. O ano se aproxima do final e, junto com ele, aparecem diversas.