24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

Home » Notícias » 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

Conversa-de-Ratos

Hoje, uma terça-feira, 24 de setembro de 2013, é dia do Soldador, Mundial do Coração, nascem: o ator/apresentador André Marques, o cineasta Pedro Almodóvar, a dançarina/apresentadora Scheila Carvalho. Inaugurado o primeiro metrô brasileiro em São Paulo, com 17 km de extensão (1975), morre D. Pedro I, no palácio de Queluz, Lisboa (1834), dia de Nossa Senhora das Mercês, São Germano, São Geraldo de Csanad, São Pacífico.

Últimas notícias dos principais jornais impressos do Brasil.

  • O Globo

Destruição e morte

Evento raro no país, um tornado matou duas pessoas, feriu 64 e destruiu casas e indústrias em Taquarituba, São Paulo.

Quênia: grupo terrorista teria americanos

Filiado à al-Qaeda, o grupo somali al-Shabab anunciou que cinco dos terroristas que fizeram atentado ao shopping em Nairóbi, matando 62, são americanos. Já a chanceler queniana falou em dois ou três. O governo disse ter retomado o controle do centro comercial.

Merkel busca novos parceiros

Sem maioria no Parlamento, a chanceler alemã, Angela Merkel, procura aliados para formar coalizão no 3º mandato. Os social-democratas reagiram com frieza ao assédio. (Págs. 1, 24 e Míriam Leitão)

Privatizações: Governo cede para leiloar aeroportos

Pressionado pelo TCU, o governo reduziu exigência para quem disputar o aeroporto de Confins: passa a ser necessária experiência como operador em terminais de 20 milhões/ano de passageiros. Para o Galeão, mínimo de 35 milhões foi mantido. O leilão será em 22 de novembro. (Págs. 1 e 17)

Nas rodovias, recuo à vista

Para conseguir interessados na BR-262, governo deve alterar teto da tarifa e reduzir exigência de investimentos.

Crise da espionagem: Dilma e Obama em ritmos diferentes

A presidente Dilma defenderá na ONU, hoje, regulação global para espionagem. A Casa Branca sinalizou que Obama não vai tocar no tema e que não quer tratar o caso de modo multilateral. (Págs. 1 e 5)

Longa espera: PAC é paralisado em favelas do Rio

Obras do PAC nas comunidades do Cantagalo e do Pavão-Pavãozinho estão paradas há três meses. Dezenas de famílias removidas vivem de aluguel social e cobram a retomada das obras. (Págs. 1 e 8)

Sonho de consumo: Lindbergh também quer Beltrame

O senador Lindbergh Farias (PT) disse que, se eleito governador do Rio, gostaria de manter José Mariano Beltrame na Segurança. O PT entregará os cargos no governo Cabral, mas não nos do PSB. (Págs. 1 e 4)

No ex-centro de tortura: Bolsonaro agride senador do PSOL

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) deu um soco na barriga do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), em tumulto durante visita da Comissão da Verdade a um ex-centro de tortura, em quartel na Tijuca. (Págs. 1 e 7)

Novos casos de Aids caem 33% desde 2001

Número de óbitos passou de 2,3 milhões para 1,6 milhão. Novas infecções caíram 33%.

Colunistas: Arnaldo Jabor

Rever os próprios textos é perceber os deslizes da vaidade. (Págs. 1 e Segundo Caderno)

As maiores vítimas do clima: Crianças serão mais afetadas.

Alerta foi lançado em reunião do grupo climático da ONU, na Suécia. (Págs. 1 e Ciência)

Manchete: Barrados pela burocracia – Sem registro, médicos são impedidos de trabalhar

Profissionais formados no exterior ficam parados, e filas se acumulam nos postos

Conselhos Regionais ainda resistem a conceder autorização de trabalho, apesar da determinação do Ministério da Saúde; dos 631 profissionais inscritos no programa federal que pediram documento, só 13% conseguiram

De norte a sul do Brasil, a cena foi a mesma: médicos formados no exterior chegaram para o trabalho no programa Mais Médicos, mas não puderam atender ninguém porque os Conselhos Regionais de Medicina não concederam os registros provisórios. Sem o documento, eles não são autorizados a clinicar. Enquanto isso, em cidades como Barras, no Piauí, que não tinha médicos e recebeu dois cubanos, filas se acumulavam no posto de saúde. Em Queimados, na Baixada Fluminense, há unidades sem médicos há seis meses. Os profissionais se limitaram a conhecer os locais de trabalho e tentam traçar um perfil das doenças mais comuns em suas regiões. Segundo o Ministério da Saúde, dos 631 profissionais do programa que pediram registro, só 87 (13%) receberam até ontem. O dia foi o ápice de uma batalha que se arrasta há dias: os Conselhos Regionais resistem a dar o registro, apesar da determinação da União e do apelo recente do Conselho Federal de Medicina.

  • O Estado de S. Paulo

Governo reduz exigências e adia leilão de aeroporto

No setor ferroviário, União ainda prepara MP para dar base jurídica ao negócio, que pode ficar para 2015

Depois do fracasso da oferta ao mercado da concessão da BR-262 e da ausência de grandes petroleiras no primeiro campo a ser licitado no pré-sal, o governo reduziu as exigências para o leilão do aeroporto de Confins (MG), o que aumenta o leque de possíveis concorrentes. O leilão, porém, foi adiado de 31 de outubro para 22 de novembro. Uma medida provisória está sendo preparada para dar base legal às concessões ferroviárias. Mais de um ano depois do lançamento do programa, que é visto com ressalvas pelo setor privado, reconheceu-se que falta uma lei para dar maior segurança aos empreendimentos. No caso de Confins, a principal mudança é a abertura da concorrência a operadores internacionais de aeroportos que movimentem no mínimo 20 milhões de passageiros por ano. Até então, a exigência era de 35 milhões, cifra que foi mantida para o aeroporto do Galeão (RJ). (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Arrecadação recorde: O recolhimento de tributos federais em agosto foi de R$ 84 bilhões, recorde para o mês. As desonerações vêm reduzindo receita, mas o governo espera alta real de 3% em 2013. (Págs. 1 e B5)

Taquarituba decreta calamidade após tornado

A cidade de Taquarituba, no interior de São Paulo, registrou 2 mortos, 64 feridos, mais de 350 desalojados e ao menos 150 construções danificadas após a passagem de um tornado no domingo, com ventos que chegaram a 150 km/h. Ontem à tarde, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) percorreu as áreas mais atingidas e prometeu recursos para ajudar na reconstrução do município. Ao menos 80 postes caíram ou entortaram, o que deixou parte da cidade sem energia. O terminal rodoviário, uma escola, um entreposto agrícola e um centro esportivo foram destruídos. (Págs. 1 e Metrópole A11 e A12)

Embargos não mudam ‘julgamento político’, diz PT

O presidente do PT, Rui Falcão, disse que a decisão do STF pela admissibilidade dos embargos infringentes no mensalão “não mudou a qualidade do julgamento” que, para ele, foi “eminentemente político”. Falcão afirmou esperar que no novo julgamento o STF reconsidere suas posições e conceda aos réus o benefício da dúvida. Na visão do dirigente, não há provas contra os condenados. (Págs. 1 e Política A4)

Cerco a shopping no Quênia acaba com 62 mortos

Após mais um dia de combates, o governo do Quênia disse ter retomado ontem o shopping invadido no sábado por milícia radical somali, em Nairóbi. O atentado deixou 62 mortos. Todos os reféns teriam sido libertados.

Janot garante aos colegas viagem em classe executiva

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, criou benefício que diferencia seus pares dos outros servidores e permite viagem na classe executiva. O subprocurador Brasilino Santos elogiou: “Ou é procurador ou é descamisado. Tem de separar as coisas”. (Págs. 1 e Política A4)

Fotolegenda: Confusão no batalhão

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), de frente, discute com o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) no batalhão que foi sede do Doi-Codi, no Rio. Bolsonaro não foi convidado pela Comissão da Verdade para a visita. Randolfe disse ter sido agredido com soco.

59 federais adotam Enem pela 1ª vez

Levantamento feito pelo Estado mostra que pela primeira vez desde que foi criado, em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será utilizado no processo seletivo de todas as 59 universidades federais do Brasil.

Maria S. Bastos Marques: A Olimpíada e o Rio

Já conseguimos antever o ressurgimento do Rio como um grande espaço de desenvolvimento, com impactos positivos para todo o País. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

José Paulo Kupfer: Dose de otimismo

Em tempos de pessimismo, a evolução do crédito vale como antídoto, Somente uma economia dinâmica é capaz de registrar salto tão grande.(Págs. 1 e Economia B4)

Notas & Informações

O novo cenário de Tombini

Presidente do BC está “cautelosamente otimista” quanto às perspectivas econômicas do País.

3-mandato-golpe

  • Correio Braziliense

Manchete: Sexo, corrupção e briga de policiais no centro do poder

No dia da operação que desmontou o megaesquema de desvio e lavagem de dinheiro no Distrito Federal e em nove estados, policiais federais e civis quase entraram em confronto em Brasília. A confusão, que assustou motoristas e pedestres, parou o trânsito na frente do Palácio do Planalto e até obrigou comboio de carros oficiais a mudar a rota para chegar à Presidência da República. A quadrilha, que se esbaldava em luxo — com iate, jato e carrões importados comprados com verbas de fundos de pensão de 15 municípios também teria recebido recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida e de seis administrações regionais no DE Para aliciar prefeitos, a organização criminosa investiu até em sedução. Loira de olhos verdes, corpo escultural e l,75m de altura, a modelo Luciane Hoepers, de 33 anos, tinha como missão, segundo a PF, aliciar prefeitos para o esquema.

Senado tem mais apadrinhados que concursados

Número de servidores de carreira soma 3.037, enquanto o de pessoas que ocupam cargos por indicação política chega a 3.228. Só neste ano, foram admitidas 588 sem concurso.

Governo reduz exigência para vender Confins

Medo de fiasco levou o Planalto a mudar regras dos leilões que entregarão à iniciativa privada a administração dos aeroportos do Galeão, no Rio, e de Confins, em Belo Horizonte. No caso do terminal mineiro, o lance inicial da privatização foi reduzido de R$ 1,56 bilhão para R$ 994 milhões.

Truculência dos tempos da ditadura

0 PSol acusa o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) de bater no senador Randolfe Rodrigues (D) e fará uma representação no Conselho de Ética. A agressão teria ocorrido na visita de parlamentares ao antigo DOI-Codi, no Rio, quando Bolsonaro tentou entrar à força no prédio.

Eleições 2014: Aliados de Marina já discutem um “plano B”

Caso fracasse a criação da Rede, políticos que apoiam a ex-senadora buscam alternativas para disputar o próximo pleito.

  • Valor Econômico

China adere e Brasil se isola na negociação de serviços

A China quer entrar nas negociações de um acordo liderado pelos Estados Unidos para liberalização mais acelerada no setor de serviços. A decisão de Pequim, que surpreendeu os americanos e outros parceiros na cena comercial, poderá deixar o Brasil isolado nas discussões do comércio internacional de serviços, que movimenta US$ 4 trilhões por ano e é um dos mais dinâmicos da economia mundial.

Washington lançou o “Trade In Services Agreement” (Tisa) em 2012, em resposta ao impasse nas negociações da Rodada Doha. Aderiram às discussões a União Europeia (28 países), Austrália, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Hong Kong, Islândia, Israel, Japão, Liechtenstein, México, Nova Zelândia, Noruega, Paquistão, Panamá, Paraguai, Peru, Coreia do Sul, Suíça, Taiwan e Turquia. Até recentemente, os grandes emergentes, como China, Brasil e Índia, se recusavam a fazer parte do Tisa, argumentando que isso diminuiria as chances de acordo na Rodada Doha. (Pág. 1)

BB e Caixa captam mais com letras

Para fazer frente ao forte aumento da carteira de crédito em um cenário de margens mais apertadas, os bancos públicos ampliaram a captação de recursos com o uso de títulos com lastro em financiamentos imobiliários e no agronegócio. Isentas de imposto, as letras de crédito (LCA e LCI) custam menos aos bancos do que outros instrumentos, como os tradicionais CDBs. No fim de junho, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal tinham R$ 88,4 bilhões em emissões desses títulos, um crescimento de 150% em relação ao fim do segundo trimestre de 2012. Juntos, esses bancos detêm quase a metade de todo o estoque de emissões. E como têm as maiores carteiras de crédito rural e imobiliário, ainda têm espaço para expandir as captações. (Págs. 1 e C1)

Muda o perfil das tradings agrícolas

As pessoas a cargo de alimentar o mundo estão mudando. Na semana retrasada, a Cargill nomeou o nono executivo-chefe em sua história de 148 anos, uma decisão na esteira de novas nomeações para presidente na Bunge e na Louis Dreyfus Commodities, em junho.

As mudanças no comando ocorrem no momento em que as chamadas empresas “ABCD”, que dominam o fluxo agrícola mundial – Bunge, Cargill, Dreyfus e Archer Daniels Midland – defrontam-se com novos desafios. Entre 2010 e 2012, com os preços do milho e da soja batendo recordes, a volatilidade ajudou as empresas a lucrar.

Mediação vai virar lei para desafogar o Judiciário

O governo quer concluir até o fim desta semana o projeto da Lei da Mediação. O objetivo é audacioso: reduzir drasticamente o número de processos em tramitação na Justiça, que já ultrapassa 90 milhões. Se for aprovado, o texto vai permitir o fim de controvérsias na Justiça, por meio de soluções negociadas entre as partes, antes da decisão final do juiz.

Os alvos preferenciais são os setores da economia com mais processos no Judiciário. Ao todo, 38% das causas na Justiça envolvem bancos e 6%, companhias telefônicas. O setor público também será convocado para as sessões de mediação. No total, 50% do total de causas envolvem órgãos do governo federal.

Hidrovias do Brasil começa a funcionar 

A Hidrovias do Brasil, empresa voltada à logística fluvial de cargas, está se tornando operacional. Resultado de parceria entre a gestora Pátria Investimentos e a Promon, a companhia recebeu financiamento para um contrato com a Vale e está investindo R$ 800 milhões para levar carga do Mato Grosso ao Pará.

Agora, o plano da Hidrovias para ter mais contratos são investimentos feitos nesse corredor. O objetivo é que as cargas sejam levadas em barcaças do Centro-Oeste até o Norte e, de lá, sigam em navios para exportação. Isso ajudaria a inverter a lógica atual de embarque das commodities, que em geral descem até os portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR).

Demarcação de terras indígenas

O ministro Luís Barroso, do STF, negou liminar à Frente Parlamentar em Defesa dos Povos Indígenas para impedir a tramitação de PEC que transfere ao Congresso a decisão sobre demarcação de terras indígenas. (Págs. 1 e A5)

Ampliação de Santo Antônio

A Santo Antônio Energia anuncia hoje o projeto de ampliação da usina, no Madeira, que começará imediatamente. Mas a disputa em tomo da compensação a Jirau continua e pode ir à Justiça.

Sem acordo com a PDVSA

A partir de 12 de novembro, a refinaria Abre e Lima, em Pernambuco, deixará de existir como empresa e será incorporada como unidade de negócios da Petrobras, encerrando uma sociedade com a venezuelana PDVSA que nunca chegou a existir.

Zaher mira educação básica

Maior acionista individual da Estácio, o empresário Chaim Zaher dá prioridade a seus negócios na educação básica e faz planos para liderar um processo de consolidação nesse segmento, a exemplo do que ocorreu no ensino superior.

“Privatte equity”; na infraestrutura

O P2 Brasil, associação entre a gestora Pátria Investimentos e o grupo de engenharia Promon, está em processo de captação de um novo fundo de “private equity” para infraestrutura. A meta é levantar pelo menos US$ 1 bilhão.

Vale e “Petro”; ainda brilham no FGTS

Apesar da perda de rentabilidade nos últimos quatro anos, os fundos de privatização de Petrobras e Vale—que investem recursos do FGTS—ainda acumulam ganhos significativamente superiores à correção ordinária do Fundo de Garantia. (Págs. 1 e Dl e D2)

Ferrari retoma marca para relógios

A Ferrari venceu disputa judicial contra a Italy Watch, que detinha o registro da marca para o mercado de relógios no Brasil. Ainda cabe recurso da decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3â Região.

Isenção no contrato de conta corrente

O contrato de conta corrente que prevê a transferência de recursos entre os caixas de empresas de um mesmo grupo não configura empréstimo, segundo decisão do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, e não sofre incidência do IOF.

O grande esforço feito em três décadas de pesquisa sobre a previsibilidade da taxa cambial teve resultados frustrantes. (Págs. 1 e A2)

Jairo Saddi: Nova ‘matriz macroeconômica’ precisa de ajustes e de melhor calibragem, com menor intervenção e maior liberdade.

  • Estado de Minas

Vaga subterrânea preço nas alturas

Estacionamentos no subsolo de BH ficam mais caros antes mesmo da construção.

Para evitar novo fracasso, a Prefeitura de BH aumentou o preço do serviço na nova licitação das garagens subterrâneas, cujo edital será lançado na semana que vem. De R$ 7,90 a hora, o valor máximo passa para R$ 18 por duas horas, podendo a primeira ser mais cara. O tempo de exploração sobe de 30 para 35 anos. E o número de estacionamentos cai de 10 para nove, com o vencedor sendo obrigado a construir cinco numa primeira etapa- Praça Sete, Afonso Arinos, Região Hospitalar, Barro Preto e Savassi – com um total de 2.354vagas. A previsão é ter o serviço operando no segundo semestre de 2015. Mais 1.541 vagas em outros quatro locais ficam para etapa posterior.

Aeroportos: Regras mais brandas para leiloar Confins

Novas normas permitem que empresas com experiência em terminais com 20 milhões de passageiros por ano participem do pregão, enquanto exigência anterior era de 35 milhões. Mudança nas regras pelo governo federal ocorre depois do fracasso da licitação da BR-262, pela qual não houve ofertas. Confins e o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, serão leiloados em 22 de novembro.

Mineração: Lobão promete nova legislação com rapidez

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu que, mesmo com a retirada do regime de urgência, a votação do marco regulatório da mineração deverá ocorrer até 20 de outubro, conforme acordo com a Câmara. A proposta eleva os royalties do minério, favorecendo estados produtores, como Minas.

Programa mais médicos: CRM-MG faz exigências para dar registro a estrangeiros

  • Jornal do Commercio

A vida dos sem-estrada

Pernambuco tem metade das suas rodovias de terra, o que isola parte da população e compromete serviços como educação, saúde e lazer. O JC mapeou 10 mil km de vias federais e estaduais e ouviu os relatos dos que vivem às margens desses descaminhos.

IBGE abre concursos com 420 vagas

Instituto fará duas seleções, uma para nível médio e outra para nível superior. Salários vão de R$ 2.813,10 a R$ 4.210,49.

Novo impasse no programa Mais Médicos

Cremepe liberou 11 dos 43 registros de profissionais que atuarão em Pernambuco, mas o Ministério da Saúde não reconhece a legitimidade dos documentos.

  • Zero Hora

PF fecha o cerco contra a cocaína

Ao flagrar carga de 175 quilos da droga, ontem, agentes federais somaram um total de 774 quilos em apreensões no RS neste ano, mais do que o dobro de 2012.

Vida digital: As ideias de Dilma para a internet

E-mail da ECT e cabo com a Europa estão entre as propostas. Presidente deve tocar no tema em discurso na ONU hoje.

Marcela, a cara do Mais Médicos

Em dia de popstar, a profissional argentina recebeu, em Porto Alegre, a primeira autorização de estrangeiro para atuar no país em programa do governo federal.

  • Brasil Econômico

Terceiro trimestre com mais otimismo

Com o fim da ameaça do Fed de retirar a ajuda financeira, o dólar recuou, as bolsas subiram e os analistas fazem projeções menos pessimistas para os últimos meses de 2013. Já se fala em inflação mais baixa e expectativa melhor para o PIB. A maré mudou para este ano, mas para 2014 permanece a aposta em cenário mais cinzento, com a agenda mais política do que econômica. (Págs. 1, 4 e 5)

Bancos fazem lobby contra a regulamentação

Às vésperas de um seminário sobre governança financeira pós-crise, Leonardo Burlamaqui, diretor da Fundação Ford, diz que a pressão das instituições é “uma ameaça à democracia”. Rogério Silveira, da Minds, concorda, mas acredita que pelo menos abriu-se espaço para a discussão.

Mensalão: Mais de 700 ações ficam na fila do STF

Da correção da poupança pelo Plano Collor, ao ICMS sobre combustíveis, segunda fase do julgamento atravanca pautas no Supremo Tribunal Federal que afetam a vida de empresas e cidadãos. (Págs. 1, 8 e 9)

Ações: Estrangeiros de volta à bolsa do país

Bancos de todo Brasil seguem em greve e ninguém sabe quando acaba

Telexfree e BBOm seguem sem novidades.

Saldo de movimentações com papéis por investidores internacionais em setembro está positivo em R$ 4,9 bilhões. É o maior valor registrado desde janeiro do ano passado. (Págs. 1 e 20)

TIM: Especialistas indicam que Telecom Itália pode vender empresa no Brasil

Tecnologia: Rio Info termina com a expectativa de gerar R$ 27 milhões em negócios

O que acontece no Brasil e no mundo, notícias atualizadas e dinâmicas, atualização toda hora, manchetes dos maiores e melhores jornais brasileiros.

    LUAN LUDWIG - 24 DE SETEMBRO [CLIPE OFICIAL]

    Download: http://bit.ly/24-de-setembro música: 24 de setembro artista: luan ludwig compositor: luan ludwig produção musical: rafael andré (estúdio ... LUAN LUDWIG - 24 DE SETEMBRO [CLIPE OFICIAL] 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

    ASTEROIDE-NOVA PROFECIA SOBRE QUEDA DE ASTEROIDE PARA 24 DE SETEMBRO 2016.E MAI ..

    ASTEROIDE-NOVA PROFECIA SOBRE QUEDA DE ASTEROIDE PARA 24 DE SETEMBRO 2016.E MAI .. 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

    VELHO CHICO: CAPíTULO 167 DA NOVELA, SáBADO, 24 DE SETEMBRO, NA GLOBO

    Últimos capítulos! não perca, na globo! assista a tudo em: https://globoplay.globo.com/velho-chico/p/9219/ VELHO CHICO: CAPíTULO 167 DA NOVELA, SáBADO, 24 DE SETEMBRO, NA GLOBO 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

    VELHO CHICO 19 A 24 DE SETEMBRO CAPÍTULOS 163 A 168 RESUMO OFICIAL COMPLETO RET ..

    Velho chico” – capítulo 163, segunda-feira, 19/09/2016 00:01 “velho chico” – capítulo 164, terça-feira, 20/09/2016 00:35 “velho chico” – capítulo 165, ... VELHO CHICO 19 A 24 DE SETEMBRO CAPÍTULOS 163 A 168 RESUMO OFICIAL COMPLETO RET .. 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

    HAJA CORAçãO: CAPíTULO 99 DA NOVELA, SáBADO, 24 DE SETEMBRO, NA GLOBO

    Carmela (chandelly braz) está dando em cima do namorado da própria irmã! não perca, na globo! assista a tudo em: ... HAJA CORAçãO: CAPíTULO 99 DA NOVELA, SáBADO, 24 DE SETEMBRO, NA GLOBO 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013

    Tudo sobre 24 de setembro, terça – Manchetes de jornais hoje 24/09/2013, vídeo, áudio, fotos, senha, como desbloquear, preço, agenda, qual melhor ponto, pelada, transmissão ao vivo e promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Não deixe de ver isso

googloe-adsense-verbas

Sites sensacionalistas e de notícias falsas na mira do Google e Facebook, verbas cortadas

O Google e o Facebook adotaram medidas para cortar a receita de publicidade de sites com informações falsas, após uma.